You are here

Insultos racistas a Marega: Vitória de Guimarães penalizado

Federação Portuguesa de Futebol condenou o clube a três jogos à porta fechada e a uma multa de 53.550 euros. Há três adeptos em julgamento pelo crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência.
Marega festeja um golo no jogo contra o Vitória de Guimarães no qual foi vítima de cânticos racistas. Foto de LUSA/EPA/MANUEL FERNANDO ARAUJO.
Marega festeja um golo no jogo contra o Vitória de Guimarães no qual foi vítima de cânticos racistas. Foto de LUSA/EPA/MANUEL FERNANDO ARAUJO.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu punir o Vitória Sport Clube com três jogos à porta fechada e 53.550 euros de multa devido aos insultos racistas de que foi alvo o jogador Marega num encontro entre este clube e o Futebol Clube do Porto em fevereiro do ano passado.

O clube vimaranense pode ainda recorrer da sanção que se deveu à infração do artigo 113.º do Regulamento Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que determina que “os clubes que promovam, consintam ou tolerem a exibição de faixas, o cântico de slogans racistas ou, em geral, quaisquer comportamentos que atentem contra a dignidade humana em função da raça, língua, religião, origem étnica, género ou orientação sexual serão punidos com a sanção de realização de jogos à porta fechada a fixar entre o mínimo de dois e o máximo de cinco jogos e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 250 UC e máximo de 1.250 UC”.

O Conselho de Disciplina anunciou ainda que para a decisão contribuiu a agravante do clube ser reincidente, pelo que agravou a pena em mais um quarto.

Para além deste processo, também a Autoridade para a Prevenção e Combate da Violência no Desporto tinha instituído um outro que resultou igualmente em três jogos à porta fechada. Ao contrário da decisão do Conselho de Justiça da FPF, esta punição será cumprida obrigatoriamente depois do público voltar aos estádios.

Há ainda três adeptos em julgamento no Tribunal de Guimarães, acusados do crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência, punível com pena de prisão de seis meses a cinco anos.

Na altura, o jogador maliano abandonou o campo de jogo depois de ter sido insultado. E o caso despertou consciências para o racismo nos recintos desportivos.

Termos relacionados Sociedade
(...)