You are here

Hollywood: Trabalhadores ameaçam com greve por tempo indeterminado

A partir de segunda-feira, os trabalhadores dos estúdios estadounidenses vão dar início a uma greve para exigir melhores condições laborais.
Foto de Brian McKechnie | Flickr

Segundo notícia da agência Efe, citada pela Lusa, foi aprovada a realização de uma greve dos trabalhadores dos estúdios de Hollywood, nos Estados Unidos, que começa na segunda-feira e será por tempo indeterminado caso as suas condições laborais não sejam melhoradas.

A greve foi aprovada por 98% dos 60 mil associados do sindicato IATSE (Aliança Internacional de Teatro e Funcionários de Palco) e poderá parar a maior parte das produções nos Estados Unidos.

O porta-voz do sindicato, Matthew Loeb, referiu em comunicado que “se não estabelecêssemos um prazo, poderíamos estar a falar eternamente e os nossos membros merecem ter as suas necessidades atendidas já”. Se o acordo não se efetivar, a greve começa na segunda-feira.

O IATSE representa a maioria dos trabalhadores que exercem funções de bastidores, técnicos de luz e som, operadores de câmara, cenógrafos ou maquilhadores. Muitos destes profissionais têm contratos temporários com os estúdios, normalmente ligados a um projeto em concreto.

Uma das queixas dos trabalhadores é que fazem turnos demasiado longos, sem descanso para comer ou dormir.

O sindicato exige melhores salários para os trabalhadores que estão integrados numa escala salarial mais baixa e que seja melhorada a contribuição das empresas para os seguros de saúde privados e para os planos de reforma.

A última greve realizada em Hollywood foi em 2017 e foi convocada pelo sindicato dos guionistas, o que atrasou as filmagens e emissões televisivas durante 100 dias.

Termos relacionados Internacional
(...)