You are here

Greve climática sai à rua esta sexta-feira

Estudantes organizam mais uma greve por justiça climática, com manifestações e iniciativas em Lisboa, Porto, Braga, Guimarães, Faro, Leiria, Caldas da Rainha, Santarém e Alcácer do Sal.

O protesto estudantil pela urgência da justiça climática regressa esta sexta-feira, 22 de outubro, a nível internacional. Em Portugal, pelo menos nove localidades vão assistir a manifestações, concentrações ou iniciativas por parte da juventude que acredita cada vez menos nas promessas dos governantes em vésperas de cimeiras como a da COP26, que terá lugar em Glasgow dentro de poucas semanas.

"As Instituições falharam e não vão resolver a crise climática, não o poderão nunca fazer, vai contra a sua própria natureza. Será necessário criar novas ferramentas de combate e resposta à crise climática. Esta resposta apenas será possível e justa através de um forte e articulado movimento internacional pela justiça climática”, afirma em comunicado a Greve Climática Estudantil de Lisboa, que tem concentração marcada para as 10h em frente à Escola António Arroio.

"Caminhamos para a 26ª Conferência Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas. Caminhamos igualmente para um aquecimento global de 4 a 6ºC até ao ano de 2100, número bem acima das metas ditadas pela ciência (1.5ºC/2ºC).", advertem.

O protesto alerta ainda para as desigualdades sociais que são agravadas pela crise climática. “As comunidades na linha da frente, ou MAPA (Most Afected People And Areas), fazem invariavelmente parte dos sectores mais fragilizados da sociedade, e os principais responsáveis pela crise que hoje vivemos estão longe de ser os mais afetados por ela, sendo a dicotomia Norte Global - Sul Global um exemplo gritante deste facto”, afirma Bruna Silva, uma das porta-vozes deste coletivo.

Além da manifestação em Lisboa, na sexta há também manifestações em Leiria (14h no Estádio Magalhães Pessoa), Santarém (10h no Jardim da República), Faro (10h na ES Pinheiro e Rosa), Caldas da Rainha (15h na Praça de Touros). No Porto haverá um debate às 15h em frente à Câmara Municipal, em Braga a pintura de um mural nas Arcadas as 17h em frete à Brasileira, em Guimarães duas conversas online, às 15h e 21h30 sobre poluição dos rios e alterações climáticas e pobreza, enquanto em Alcácer do Sal será feita a pintura e colocação de uma faixa no Largo Luís de Camões.

Termos relacionados Ambiente
(...)