You are here

Grécia: ativista LGBT e dos direitos das pessoas seropositivas é espancado até à morte

Zak Kostopoulos era um reconhecido ativista pelos direitos das pessoas LGBT e das pessoas seropositivas para a infeção pelo VIH, trabalhando também como drag queen. Foi agredido até à morte em plena luz do dia numa rua de Atenas.
Zak Kostopoulos a discursar no palco da Marcha do Orgulho LGBT de Atenas.

Segundo o inicialmente relatado na comunicação social, Zak Kostopoulos tinha falecido num acidente na sequência de uma alegada tentativa de assalto a uma joalheria de Atenas. Porém, o registo das câmaras de videovigilância de rua apresenta imagens do ativista desarmado a ser pontapeado por dois homens até falecer e à frente de um grupo de pessoas que não intervêm.

“O seu homicídio é apresentado em todos os jornais como tendo sido um acidente: ele morreu a tentar fugir através da montra de vidro de uma loja após ter tentado fazer um assalto à mão armada. Mas o horrível, horrível vídeo que acompanha esses artigos apresenta uma verdade muito diferente: um Zak desorientado e desarmado a tentar escapar e o dono da loja e um outro homem a pontapeá-lo agressivamente até este morrer”, afirmou nas redes sociais um outro ativista LGBT.

Outras pessoas afirmam que Kostopoulos não pretendia cometer qualquer assalto, mas que entrou na joalheria para se proteger de uma cena de agressão que estava a acontecer na rua. O ativista terá alegadamente ficado preso dentro da loja quando a porta de segurança se trancou automaticamente. Terá sido por esse motivo que o homem tentou escapar para a rua partindo a montra de vidro com recurso a um extintor. O vídeo, que entretanto se tornou viral no seu país, mostra o homem sozinho na joalheria, a tentar com grande esforço partir o vidro da montra com recurso ao extintor. À porta aguardam-no o dono da loja e o grupo de pessoas que entretanto ficou a assistir à cena. As agressões começam logo após a quebra da montra e antes mesmo de este conseguir sair para a rua.

É após a quebra da montra de vidro que o dono da joalheria e um outro homem perseguem Kostopoulos e começam a espancá-lo à frente das pessoas que observam a cena no meio da rua. Quando a polícia de Atenas chegou ao local, algemou o ativista, que terá falecido na ambulância em direção ao hospital e na sequência das agressões sofridas. O dono da joalheria já foi detido, estando a polícia ainda a procurar o segundo homem envolvido no homicídio.

Zak Kostopoulos era um reconhecido ativista pelos direitos da população LGBT e das pessoas seropositivas para a infeção pelo VIH na Grécia, lutando publicamente para pôr ao estigma social existente para com as pessoas infetadas. Era membro ativo da associação Positive Voice, uma associação grega de pessoas que vivem com VIH. Era também um performer de drag, atuando sob o nome Zackie Oh. Organizações LGBT e na área do VIH estão a preparar homenagens ao ativista em várias cidades europeias.

Termos relacionados Internacional
(...)