You are here

Governo reviu em alta custo com as PPP

O custo com as parcerias público-privadas até 2043 aumenta 434 milhões em relação ao previsto no Orçamento para 2016. O setor da Saúde é o responsável pela maior fatia do aumento.
Foto Images Money/Flickr

O cálculo estimado para o custo das parcerias público-privadas (PPP) até ao fim dos contratos em vigor, no ano 2043, atingirá 14.640 milhões de euros, em termos nominais. As contas são da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), o que representa um aumento de 434 milhões em relação ao previsto na elaboração do Orçamento de Estado para 2016.

Este aumento inscrito no Orçamento para 2015 corresponde essencialmente a acréscimos nos custos com as PPP rodoviárias e na Saúde, escreve o Jornal de Negócios na edição desta terça-feira.

No caso do Hospital de Loures, o aumento apontado pela UTAO é de 103 milhões, seguindo-se o de Vila Franca de Xira (63 milhões), Braga (43 milhões) e Cascais (26 milhões). Ao todo, as PPP nestes hospitais vão custar aos contribuintes 2642 milhões até ao final dos respetivos contratos.

No setor rodoviário – que representa 82% dos encargos líquidos estimados entre 2017 e 2041 – os custos até 2028 são também revistos em alta com mais 408 milhões, sendo que nos anos seguintes haverá uma redução de 197 milhões em relação ao previsto pelo Orçamento para 2016. O saldo final faz aumentar a fatura com as PPP rodoviárias em 210 milhões, segundo o cálculo agora apresentado.

 

Termos relacionados Política
(...)