You are here

Governo Regional da Madeira tem “falhado na resposta às necessidades dos mais velhos”

O Bloco de Esquerda da Madeira dedicou a sua campanha nesta quarta-feira aos idosos. Luísa Santos, segunda candidata às eleições regionais do próximo domingo, afirmou: “a Madeira tem de ser para todos também para os idosos”.
Luísa Santos, segunda candidata às eleições regionais da Madeira, acompanhada por Paulino Ascenção, cabeça de lista
Luísa Santos, segunda candidata às eleições regionais da Madeira, acompanhada por Paulino Ascenção, cabeça de lista

A candidatura do Bloco de Esquerda/Madeira contactou nesta quarta-feira a população de Santa Cruz, dedicando o dia aos idosos e tendo sublinhado que a terceira idade não deve ser tratada “como um peso”.

“Falar dos mais velhos, os idosos, porque defendemos que foram eles que fizeram a nossa história e achamos também que são a faixa etária mais desrespeitada pelo Governo Regional. Viemos cá falar sobre eles, não podem nunca ser considerados um peso para a sociedade”, disse Luísa Santos, segunda candidata na lista bloquista às eleições regionais.

À agência Lusa, Luísa Santos acusou o governo regional de ter “falhado gravemente na resposta às necessidades dos mais velhos” e apontou três medidas importantes: “complementos de reforma”, “residências autónomas” e o “estatuto do cuidador” em funcionamento.

“Já tentámos duas vezes os complementos de reforma. É uma vergonha, as pessoas trabalham uma vida inteira e vivem agora com as reformas que têm”, referiu.

Luísa Santos justificou a necessidade de residências autónomas com o relevo da ilha, “havendo pessoas idosas que para chegar a casa têm de fazer 60 degraus”, e com a falta de elevadores nos prédios.

Sobre o estatuto do cuidador, que já foi publicado, a candidata salientou que “vai permitir a familiares que possam ficar a cuidar de parentes idosos e dependentes, quando o querem e conseguem, obviamente, nas suas casas, o que reduz as altas problemáticas e os internamentos em lares”.

A concluir, Luísa Santos frisou: “A Madeira tem de ser para todos também para os idosos”.

Termos relacionados Política
(...)