Governo alargou prazo de pagamento de impostos até 2 de janeiro

28 de December 2018 - 15:22

Ministério das Finanças alargou prazo para os contribuintes pagarem impostos, que teriam de liquidar até final do ano. Trabalhadores dos impostos cumprem nesta sexta-feira o terceiro dia de greve.

PARTILHAR
Greve dos trabalhadores dos impostos dura há três dias - Foto de Paulet Matos
Greve dos trabalhadores dos impostos dura há três dias - Foto de Paulet Matos

Os contribuintes que tinham de pagar impostos até ao final do ano podem fazê-lo até dia 2 de janeiro, sem penalizações, de acordo com despacho assinado pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes.

Segundo a Lusa, o documento determina também a não aplicação de coimas ou liquidação de juros compensatórios aos pagamentos realizados naquela data.

Mendonça Mendes justifica a decisão com as, já tradicionais, tolerâncias de ponto em 24 e 31 de dezembro, mas não se refere à greve dos trabalhadores dos impostos, que está a decorrer este ano, desde o dia 26 de dezembro.

O presidente do sindicato dos trabalhadores dos impostos (STI), Paulo Ralha, disse à Lusa: “a grande maioria dos serviços está encerrada e os que não estão encerrados estão com muito pouco pessoal e estão a ter grandes dificuldades para assegurar o atendimento dos contribuintes”.

A greve dos trabalhadores dos impostos deve-se ao “não andamento das negociações relativamente à carreira”, por falta de vontade do Governo “em desbloquear a situação”, segundo Paulo Ralha.