You are here

Giuseppe Conte renuncia ao cargo de primeiro-ministro

Giuseppe Conte renunciou este domingo ao cargo de primeiro-ministro italiano, depois de o Presidente Sergio Mattarella ter rejeitado Paolo Savona para ministro da Economia.
Este domingo, o presidente Sergio Mattarella rejeitou o nome Savona para a pasta de Economia, o que terá sido determinante para a decisão de Conte.
Este domingo, o presidente Sergio Mattarella rejeitou o nome Savona para a pasta de Economia, o que terá sido determinante para a decisão de Conte.

A renúncia de Conte aconteceu quase três meses depois das eleições. Neste momento, pode obrigar à marcação de novas eleições, o que fará com que se adie a escolha de um novo governo italiano.

De acordo com o El Pais, o primeiro-ministro já sabia que o nome de Savona poderia causar entraves. Savona é um economista de 82 anos que defende a saída de Itália da zona euro. Para Mattarella, isto significaria retirar ao país uma peça “fundamental”.

Mattarella tinha indigitado Conte, por indicação de Luigi Di Maio, líder do partido anti-sistema Movimento 5 Estrelas, e de Matteo Salvini, do La Liga, de extrema-direita. Contudo, Conte não conseguiu formar governo e renunciou ao cargo.

Itália está sem governo desde o dia 4 de março, altura das eleições legislativas que deram a vitória ao Movimento 5 Estreles, sem maioria, o que deu início a uma série de semanas de negociações até que, com a Liga, conseguiram chegar a um acordo para encontrar um consenso para formar governo. O nome de Conte conseguiu a aprovação do presidente da República, Sergio Mattarella. Contudo, foi difícil formar governo, até porque a escolha de quem ficaria com as finanças não agradou ao presidente.

Este domingo, voltou a rejeitar Savona, o que terá sido determinante para a decisão de Conte.

Termos relacionados Internacional
(...)