You are here

Gaza: Quase 30 palestinianos mortos em dois dias

Segundo anúncio da ONU emitido esta quarta-feira, 29 palestinianos foram mortos e mais de 200 ficaram feridos em dois dias de bombardeamentos do exército israelita na Faixa de Gaza.
Edifício de Gaza destruído por um bombardeamento em 2009. Foto de Marius Arnesen
Edifício de Gaza destruído por um bombardeamento em 2009. Foto de Marius Arnesen

Jamie McGoldrick, coordenador humanitário da ONU para os territórios palestinianos ocupados, confirmou estes números em conferência de imprensa e perante várias missões diplomáticas na seda europeia das Nações Unidas em Genebra. Ali, também foram referidas as necessidades mais urgentes da população palestiniana, como a possível interrupção do fornecimento de alimentos e a situação crítica dos hospitais. McGoldrick referiu ainda que, por falta de material médico, equipas e cirurgiões, os hospitais de Gaza não conseguem tratar os 1700 feridos que precisam de cirurgias completas para voltar a andar. Desses, 120 já sofreram amputações.

Os números das mortes chegam na sequência dos bombardeamentos do exército israelita e dos disparos de rockets de milícias palestinianas em direção a Israel. Neste último, registaram-se quatro mortos.

Desde o início da “Marcha do Retorno”, há 13 meses, com manifestações que se repetem todas as sextas-feiras, já foram feridos 27 mil palestinianos.

Fotografia: commons.wikimedia.org
Após escalada de violência em Gaza, Palestina aceita cessar-fogo

A ONU pediu aos países doadores cerca de 17,8 milhões de euros para que os hospitais possam ter uma capacidade de resposta mínima. Contudo, o financiamento tem sido muito reduzido em 2019. Dos 312 milhões solicitados do início do ano, apenas foram disponibilizados 14% desse valor.

Netanyahu ordena “ataques massivos” em Gaza

Para mais, Israel continua a dificultar a transferência de remssas para Gaza e a rejeitar a maioria das autorizações para que os palestinianos feridos possam receber assistência médica fora de Gaza.

Ler maisParlamento português condena ameaças de Netanyahu

Termos relacionados Massacre em Gaza, Internacional
(...)