You are here

Função Pública em greve no dia 26 de maio

A aplicação das 35 horas semanais a todos os trabalhadores da função pública e o aumento salarial são as principais reivindicações deste protesto.
Foto Paulete Matos.

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (FNSTFPS) convocou uma greve nacional de 24 horas para o dia 26 de maio. No centro das reivindicações está a aplicação da lei das 35 a todos os trabalhadores. Este regime do horário de trabalho foi reposto em julho de 2016 mas deixou de fora os trabalhadores com contrato individual de trabalho, o que leva a que em muitos serviços, sobretudo na área da saúde, haja trabalhadores com as mesmas funções e carga horária diferente.

Outra exigência passa por aumentos salariais que reponham o poder de compra perdido por anos de congelamento. “Os trabalhadores não podem ver a sua vida parada à espera que o governo cumpra o sue programa”, afirmou a sindicalista Ana Avoila em conferência de imprensa, defendendo que esta é a melhor altura para lutar, uma vez que o próximo Orçamento de Estado já está a ser preparado e há dinheiro “para resolver já alguns problemas”.

A coordenadora da Frente Comum defendeu ainda que a diminuição do défice não pode ser feita “à custa da redução dos direitos dos trabalhadores da função pública”.

Termos relacionados Sociedade
(...)