You are here

Fortuna de patrão da Amazon aumenta 11,37 mil milhões de euros num único dia

Em plena crise pandémica, este é o maior aumento diário de fortuna que o índice da Bloomberg já registou desde que foi criado, em 2012. Desde o início de 2020, Jeff Bezos já amealhou perto de 65 mil milhões de euros.
Jeff Bezos em 2018. Foto de George W. Bush Presidential Center/Flickr.

Ao mesmo tempo que a economia norte-americana se depara com uma perda massiva de empregos e enfrenta uma recessão, o fundador da empresa de comércio online vê os seus lucros aumentarem exponencialmente com a crise pandémica.

De acordo com a Bloomberg, esta terça-feira a fortuna de Bezos valia 165,4 mil milhões de euros. Isto significa que, aos 56 anos, o patrão da Amazon vale mais do que a avaliação de mercado de gigantes como Exxon Mobil Corp., Nike Inc. e McDonald's Corp.

Outros titãs da tecnologia também estão a amealhar milhares de milhões de euros com a crise da covid-19, mediante o confinamento das pessoas e o impulso decorrente dos apoios por parte de governos e banqueiros centrais. Sete das dez pessoas mais ricas do planeta devem a sua riqueza ao setor, incluindo Elon Musk, fundador e diretor-executivo da Tesla e SpaceX, cuja fortuna subiu mais de 40 mil milhões de euros em 2020, e o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, que, este ano, viu o seu património líquido crescer perto de 13 mil milhões de euros.


Ler também: 
Patrão milionário da Amazon pede donativos para pagar baixas
Fortuna de patrão da Amazon cresce em tempo de pandemia


Uma análise do Instituto de Estudos Políticos e dos Americanos pela Justiça Fiscal, citada pelo Jornal Económico, revela que, entre 18 de março e 16 de julho, mais de 600 multimilionários norte-americanos viram a sua fortuna crescer a uma média semanal de 36,7 mil milhões de euros, num total que ultrapassa os 610 mil milhões de euros.

 
 
Termos relacionados Covid-19, Internacional
(...)