You are here

Movimento para a despenalização da morte assistida foi lançado no sábado

O lançamento deste movimento, que conta com o apoio de várias figuras públicas como António-Pedro Vasconcelos, Júlio Machado Vaz, Francisco Louçã, José Júdice, João Semedo e Alexandre Quintanilha, teve lugar na sede do Porto da Ordem dos Médicos.
Foto de narice28

O encontro que, que contou com a presença de perto de cem pessoas, foi dirigido pela professora Laura Ferreira dos Santos, autora de vários livros sobre morte assistida, a jornalista Lucília Galha e o médico João Ribeiro dos Santos. Na reunião foi eleito um núcleo organizador do movimento, composto por aquela mesa e ainda pelo jornalista José Júdice, a professora Isabel Ruivo e pelo médico João Semedo.

Segundo o ex coordenador do Bloco de Esquerda, este foi “um passo muito importante no debate das problemáticas do fim de vida, na sequência de outros já concretizados como o Testamento Vital, a condenação da obstinação terapêutica e a rede de cuidados paliativos”.

O movimento irá lançar brevemente um Manifesto, no qual serão desenvolvidas as duas ideias fundamentais que estiveram presentes ao longo do debate: assegurar a dignidade da pessoa, até no fim de vida, e garantir o direito de cada um decidir como a sua vida vai chegar ao fim.

Artigos relacionados: 

Comentários (2)