You are here

Ferroviários da EMEF lutam contra desmembramento da empresa

Segundo os trabalhadores, a empresa de manutenção de equipamentos ferroviários (EMEF), totalmente detida pela CP, está ameaçada de desmembramento, visando a sua entrega a interesses privados. Deputados bloquistas visitam oficinas da empresa.
Trabalhadores da EMEF iniciaram Semana Nacional de Luta contra o desmembramento da empresa e pela dotação das oficinas dos meios técnicos, humanos e financeiros necessários. Foto de Paulete Matos.

Para denunciar o ataque, os ferroviários da EMEF iniciaram na segunda-feira uma Semana Nacional de Luta, que prevê a realização de greves de três horas ou duas horas e meia, entre terça e sexta-feira.

Os trabalhadores convidaram ainda os deputados e deputadas de cada distrito, de todos os partidos, a visitar as oficinas da EMEF no país. Para o dia 23, sexta-feira, está ainda agendada uma concentração em frente ao Ministério das Infraestruturas, em Lisboa.

Deputados bloquistas visitam as oficinas da empresa em todo o país

No Entroncamento, apenas acederam ao convite os deputados Carlos Matias (Bloco de Esquerda), Bruno Dias (PCP) e Hugo costa (PS). Durante a visita, ficou patente a grande valia técnica da EMEF, a maior metalomecânica portuguesa, a operar no estratégico setor ferroviário e com grandes implicações na segurança das circulações. O quadro de pessoal está muito envelhecido e não têm sido admitidos novos trabalhadores que possam absorver a enorme experiência e conhecimento existente. As administrações, seguindo orientações das tutelas, têm optado pela subcontratação e por recorrer a trabalhadores com vínculos precários. Nestas circunstâncias, as incertezas sobre o futuro da empresa, a par dos baixos salários, têm vindo a acentuar a forte desmotivação dos ferroviários.

Deputado Carlos Matias visitou oficinas da EMEF no Entroncamento.

A delegação do Bloco que visitou as oficinas da EMEF em Matosinhos era composta por Ferreira dos Santos, candidato bloquista à Câmara Municipal de Matosinhos, Fernando Barbosa, do Sindicato dos Maquinistas da Metro e dirigente do Bloco, Fernando Queiroz, assistente parlamentar para a área do Trabalho, e José Soeiro, deputado bloquista. Estavam presentes, além dos representantes sindicais, o diretor de pessoal da empresa e deputados do PCP e do PS. A oposição ao desmembramento da Empresa, o reforço da sua capacidade produtiva, o combate à precariedade e a reintegração plena na CP foram pontos comuns entre o Bloco e os dirigentes dos trabalhadores. Além disso, ficou evidente que, mesmo havendo concursos, as instalações da empresa não devem ser cedidas a outras empresas privadas, como acontece atualmente.

Visita às instalações da EMEF em Vila Real de Santo António.

O deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo distrito de Faro, João Vasconcelos, bem como os membros da concelhia de Vila Real de Santo António, Mário Mateus, candidato à assembleia de freguesia de Vila de Santo António, e Celeste Santos, candidata à Câmara deste concelho, e ainda Nuno Viana, dirigente distrital do Bloco, também visitaram as oficinas da EMEF no Algarve, a convite do sindicato. Na mesma altura, também esteve nestas oficinas o deputado do PCP Paulo Sá.

Os bloquistas, que reuniram com alguns trabalhadores e com o responsável da EMEF da zona sul, transmitiram o seu apoio à Semana Nacional de Luta iniciada na segunda-feira, contra o desmembramento da empresa e pela dotação das oficinas dos meios técnicos, humanos e financeiros necessários. São atualmente onze os trabalhadores da EMEF em Vila Real de Santo António, que aguardam com expetativa a modernização da linha e material circulante, pois terão de fazer formação na área.

EMEF, Vila Real de Santo António.

Estão ainda a ser agendadas visitas do Bloco às instalações da EMEF do Barreiro e da Amadora.

Entretanto, os deputados bloquistas Heitor de Sousa e Carlos Matias já requereram a presença do ministro da tutela e da administração da CP na Assembleia da República, para, em Comissão, prestarem esclarecimentos sobre o futuro da EMEF.

Termos relacionados Política
(...)