You are here

EUA: Jill Stein pediu recontagem de votos no Wisconsin

A candidata às presidenciais norte-americanas, Jill Stein, formalizou o pedido de recontagem de votos no Estado do Wisconsin. Hillary Clinton anunciou que se junta à recontagem.
Jill Stein quer saber se houve atos de pirataria informática suscetíveis de influenciar os resultados eleitorais
Jill Stein quer saber se houve atos de pirataria informática suscetíveis de influenciar os resultados eleitorais

O administrador da comissão estadual para as Eleições, Mike Haas, divulgou que o pedido foi apresentado antes do prazo limite, que terminava esta sexta-feira.

Os serviços que estiveram envolvidos na campanha da candidata do partido Verdes têm estado a recolher dinheiro, através da Internet, para suportar os custos da recontagem nos Estados do Wisconsin, Michigan e Pensilvânia.

Jill Stein afirmou que pretende saber se os resultados nestes Estados não formam alvo de interferências de piratas informáticos.

Segundo elementos da campanha de Stein, existem provas "convincentes" de "anomalias" na votação nestes três Estados sendo, por isso, necessário verificar os resultados dos condados que dependem de máquinas de voto eletrónico.

De acordo com a legislação do Wisconsin a recontagem a pedido de um candidato, só pode ser feita se quem a solicita a puder pagar.

Desta forma, Stein já recolheu 5,2 milhões de dólares (4,9 milhões de euros).para dar sequência a este pedido.

O administrador da comissão estadual para as Eleições, Mike Haas, divulgou que o pedido foi apresentado antes do prazo limite, que terminava esta sexta-feira.

Os serviços que estiveram envolvidos na campanha da candidata do partido Verdes têm estado a recolher dinheiro, através da Internet, para suportar os custos da recontagem nos Estados do Wisconsin, Michigan e Pensilvânia.

Jill Stein afirmou que pretende saber se os resultados nestes Estados não formam alvo de interferências de piratas informáticos.

Segundo elementos da campanha de Stein, existem provas "convincentes" de "anomalias" na votação nestes três Estados sendo, por isso, necessário verificar os resultados dos condados que dependem de máquinas de voto eletrónico.

De acordo com a legislação do Wisconsin a recontagem a pedido de um candidato, só pode ser feita se quem a solicita a puder pagar.

Desta forma, Stein já recolheu 5,2 milhões de dólares (4,9 milhões de euros).para dar sequência a este pedido.

Entretanto, a campanha de Hillary Clinton anunciou que se vai juntar à recontagem de votos iniciada no Wisconsin a pedido da candidata do partido Verdes Jill Stein adiantando ainda que o fará igualmente caso o processo seja desencadeado no Michigan e na Pensilvânia.

Apesar desta decisão, a estrutura da candidata do Partido Democrata considera que o eventual número de irregularidades que venham ser detetadas naqueles estados não é passível de inviabilizar alterar os resultados eleitorais de 8 de novembro.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)