You are here

Estados Unidos chegam a acordo com talibãs

A informação foi avançada pelos responsáveis norte-americanos pela negociação com os talibãs: foi alcançado um “acordo de princípio” que deverá conduzir a um acordo de paz e à saída das forças dos EUA do país. A invasão do Afeganistão dura há 17 anos.
Foto de SeHi/Flickr
Foto de SeHi/Flickr

Depois de seis dias de conversações no Qatar, esta segunda-feira, Zalmay Khalilzad, enviado dos EUA para o Afeganistão, anunciou um acordo de princípio. O responsável governamental norte-americano assegura que há um compromisso de forma a que o território controlado pelos talibãs não seja usado como plataforma para o terrorismo internacional.

O acordo de paz deverá incluir a retirada das tropas americanas em troca de um cessar-fogo e negociações entre os talibãs e o presidente afegão Ashraf Ghani. Nas últimas semanas, o confronto entre forças talibãs e o exército afegão tem-se intensificado. Calcula-se que as forças rebeldes controlem cerca de metade do território do país.

O governo dos EUA não deixa de ser cauteloso quanto à concretização deste “acordo de princípio”. Khalilzad notou que “ainda há muito mais trabalho a ser feito antes que possamos dizer que fomos bem sucedidos nos nossos esforços” mas não deixa de acrescentar que “fizemos progressos significativos”. E também o secretário da Defesa, Patrick Shanahan, sublinhou que ainda não há ordens superiores no sentido de uma retirada total do Afeganistão.

Termos relacionados Internacional
(...)