You are here

Espanha: Bipartidarismo acaba neste domingo

No próximo domingo, 20 de dezembro de 2015, realizam-se eleições gerais em Espanha. De todas as sondagens publicadas nas últimas semanas uma questão fica absolutamente clara: o bipartidarismo em Espanha acaba no domingo.
Sondagem publicada no jornal El Pais
Sondagem publicada no jornal El Pais

No próximo domingo, 20 de dezembro de 2015, têm lugar as eleições gerais em Espanha. Nesta terça-feira, 15 de dezembro, terminou o período legal de divulgação de sondagens1.

Na imagem e no gráfico abaixo, publicamos a última sondagem divulgada em elpais.com . Outras sondagens podem ser acedidas a partir do anexo da wikipedia em espanhol, Sondeos de intención de voto para las elecciones generales de España de 2015.

Fim do bartidarismo

O primeiro traço comum a todas as sondagens é a confirmação do fim do bipartidarismo em Espanha. Nas eleições gerais de 2011, PP e PSOE elegeram em conjunto 85% dos deputados. O PP obteve então 186 mandatos e o PSOE 110, em conjunto elegeram 296 deputados e deputadas num total de 350 mandatos, representando 84,57% do Congresso.

Nas atuais eleições, todas as sondagens apontam que PP e PSOE, em conjunto, dificilmente chegarão a 60% dos lugares. O surgimento dos partidos Podemos (à esquerda) e Ciudadanos (à direita) altera profundamente a representação política institucional no Estado espanhol e confirma o fim do bipartidarismo.

Evolução das sondagens nos últimos meses


PP+Ciudadanos dificilmente terão maioria absoluta

Todas as sondagens apontam que o PP será o partido mais votado, mas também indicam que PP e Ciudadanos, em conjunto, dificilmente alcançarão maioria absoluta.

Das previsões infere-se que só nos limites superiores dos resultados estimados, para estes dois partidos, eles conseguem alcançar a maioria absoluta, em conjunto.

A evolução das sondagens mostra, como se vê no gráfico ao lado, que no último mês o PP subiu, enquanto o Ciudadanos baixou.

Subida do Podemos e das candidaturas unitárias de esquerda de Catalunha, Comunidade Valenciana e Galiza

O Podemos está a subir nas sondagens desde outubro passado, depois de uma significativa queda entre fevereiro de 2015 e outubro passado (ver gráfico da evolução das sondagens acima).

Os resultados globais do Podemos, que surgem nas sondagens, incluem as candidaturas unitárias Compromís-Podemos na Comunidade Valenciana, En Comú-Podem na Catalunha e En Marea na Galiza. Compromís-Podemos é uma coligação formada por Compromís, que inclui Bloc Nacionalista Valencià, Iniciativa del Poble Valencià, Verds-Equo del País Valencià e Gent de Compromís, e o Podemos.2 En Comú-Podem é uma coligação composta por Podem Catalunya, Iniciativa per Catalunya Verds, Esquerra Unida i Alternativa, Equo e Barcelona en Comú.3 En Marea é uma coligação que concorre na Galiza e que inclui Podemos, Anova, Esquerda Unida e os agrupamentos cidadãos Marea Atlántica, Compostela Aberta e Ferrol en Común, que venceram as últimas eleições autárquicas em A Corunha, Santiago de Compostela e Ferrol.4

Quadro de previsões de mandatos e percentagem do site eldiario.es, com comparação com os resultados das eleições de 2011

Quadro de previsões de mandatos e percentagem do site eldiario.es, com comparação com os resultados das eleições de 2011

Segundo a sondagem do El Pais (ver imagem), o Podemos mais o conjunto das candidaturas unitárias antes referidas, poderão eleger entre 55 e 64 deputados e deputadas e uma percentagem próxima dos 19%.

No quadro ao lado do eldiario.es, que prevê resultados um pouco inferiores para o Podemos e para as candidaturas unitárias referidas (entre 46 e 51 mandatos e pouco mais de 16%), as candidaturas unitárias da Catalunha, da Comunidade Valenciana e da Galiza obterão resultados extremamente positivos, obtendo 8/9, 6/7 e 2/3 mandatos, respetivamente.

As sondagens preveem também que a Izquierda Unida, que participa nas candidaturas unitárias da Catalunha, da Comunidade Valenciana e da Galiza, obterá para além destas candidaturas 2 a 3 mandatos e cerca de 5%.

Além destas candidaturas, existem outras listas de esquerda que poderão obter mandatos nas eleições de 20 de dezembro de 2015.

Segundo a sondagem do eldiario.es, de que reproduzimos o quadro: EH Bildu no País Basco poderá obter entre 5 e 6 mandatos, Geroa Bai poderá obter um mandato, ou não, tal como o BNG (Bloque Nacionalista Galego) na Galiza.


2 Ver Compromís-Podemos em es.wikipedia.org

3 Ver En Comú Podem em es.wikipedia.org

4 Ver En Marea em es.wikipedia.org

Termos relacionados Espanha: Eleições 20D, Internacional
(...)