You are here

Escutas apanham Marques Mendes a pedir 'cunha' para a filha

O ex-governante e atual comentador televisivo tinha negado os pedidos de favores ao presidente do Instituto de Registos e Notariado, arguido no escândalo dos vistos gold. As escutas revelam que empresários e até a filha de Marques Mendes beneficiaram dos favores pedidos a António Figueiredo.
Foto de Mário Cruz, Lusa.

Logo após rebentar o escândalo dos “vistos gold”, que revelou uma rede criminosa em lugares chave para a segurança do Estado, composta por figuras próximas do então ministro Miguel Macedo e de Marques Mendes, a imprensa deu conta das escutas ao antigo presidente do Instituto de Registos e Notariado (IRN) que apanharam Luís Marques Mendes a pedir favores a António Figueiredo.

Embora na altura tenha negado qualquer pedido de favores especiais, o jornal Público revela esta sexta-feira que o comentador televisivo intercedeu mesmo para obter a atribuição de nacionalidade portuguesa a várias pessoas com ligação a figuras do mundo dos negócios no Brasil e em Moçambique.

Marques Mendes também pediu ao responsável do IRN um favor para a sua filha, que estava com problemas na obtenção do cartão do cidadão. Ao contrário dos restantes cidadãos, a filha de Marques Mendes não precisou de tirar senha para ir ao balcão do cartão do cidadão resolver o seu problema: António Figueiredo pediu que ela fosse ter consigo. “Era uma situação de emergência”, diz agora Marques Mendes para justificar a ‘cunha’ para a filha apanhada nas escutas.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Vistos gold, Sociedade
(...)