You are here

É aumentando os salários que protegemos quem trabalha, defende Marisa

A CGTP saiu hoje à rua para reivindicar melhores salários e o aumento do salário mínimo nacional. Marisa Matias marcou presença, defendendo que é através da valorização do trabalho e dos direitos do trabalho que conseguimos fazer face às crises económicas.
Manifestantes protestam durante uma ação de luta nacional da CGTP, subordinada ao tema "Aumentar os salários! Desenvolver o País", entre o Rossio e o Terreiro de Paço, em Lisboa
Manifestantes protestam durante uma ação de luta nacional da CGTP, subordinada ao tema "Aumentar os salários! Desenvolver o País", entre o Rossio e o Terreiro de Paço, em Lisboa. Fotografia de António Pedro Santos/Lusa.

Centenas de manifestantes saíram hoje à rua em Lisboa com a CGTP - Intersindical, reivindicando melhores salários e o aumento do salário mínimo nacional, com o lema “Aumentar os salários! Desenvolver o país”.

Marisa Matias marcou presença na manifestação, que ocorreu em vários pontos do país, criticando quem argumenta que em épocas de crise os direitos laborais e aumentos salariais são mais limitados. Para a candidata presidencial, é precisamente em épocas de crise que esses direitos contam como “a única proteção” de muitos trabalhadores.

“Nós sabemos que são as pessoas precárias, que têm salários mais baixos, que mais sofrem com as crises”, em particular quando  a crise causada pela pandemia de covid19 “ainda não chegou com toda a sua força”. Por isso, é ainda mais importante “proteger as pessoas”, algo que se faz, diz Marisa Matias, “através dos direitos laborais e do salário”. 

A reivindicação de um aumento do salário mínimo “é mais do que justa, nós não temos ainda salários dignos em Portugal”, afirmou sobre aquele que será um ponto fulcral na discussão sobre o Orçamento do Estado para 2021.

Só quando garantimos e valorizamos o trabalho e os direitos do trabalho conseguimos fazer face às crises económicas, por isso hoje estive na Acção de Luta Nacional da CGTP em Lisboa. #marisa2021

Posted by Marisa Matias on Saturday, 26 September 2020

“O salário médio é tragicamente próximo do salário mínimo. Aumentando os salários, aumentando o salário mínimo, é a forma que temos de proteger quem trabalha e de garantir que estes têm formas de se defender cada vez que entramos numa situação como aquela que estamos a viver atualmente”, explicou Marisa Matias aos jornalistas.

Se a anterior crise trouxe alguma lição, considera a eurodeputada pelo Bloco de Esquerda, “é que não avançamos de nenhuma forma sem proteger o trabalho”, algo que continua a ser “descurado”:  “continuamos a ter níveis de precariedade muito elevados, continuamos a ter pouca e fraca proteção laboral”.

Na resolução da CGTP hoje distribuída, a intersindical reafirma a exigência de um aumento geral dos salários em 90 euros para todos os trabalhadores e de um aumento do salário mínimo nacional para os 850 euros “a curto prazo”, entre outras melhorias de condições laborais.

Termos relacionados Marisa 2021, Política
(...)