You are here

Dois terços dos trabalhadores por conta de outrem ganham até 1.000 euros

Dos 2,1 milhões de trabalhadores por conta de outrem, 1,3 milhões tem salário inferior a 1.000 euros por mês e 678 mil ganham entre 600 e 750. 80% destes trabalhadores recebem até 1.500 euros.
Mais de 80% das pessoas que trabalham por conta de outrem recebem até 1.500 euros, incluindo salário base, prémios, subsídios e outros complementos
Mais de 80% das pessoas que trabalham por conta de outrem recebem até 1.500 euros, incluindo salário base, prémios, subsídios e outros complementos

A esmagadora maioria dos trabalhadores portugueses ganha menos de mil euros. A notícia é do “Correio da Manhã” desta segunda-feira, os dados são do ministério do Trabalho e referem-se ao final de 2017.

1,3 milhões de trabalhadores por conta de outrem recebem até 1.000 euros, incluindo salário base, prémios, subsídios e outros complementos.

678 mil pessoas têm salários entre 600 e 750 euros mensais e 515 mil ganham entre 600 e 750 euros por mês.

No escalão entre mil e 1.500 euros por mês, existem 390 mil pessoas. Assim, mais de 80% das pessoas que trabalham por conta de outrem ganham até 1.500 euros.

Os escalões acima têm menos número de pessoas, no de salários entre 1.500 e 2.500 euros existem 235 mil trabalhadores.

Segundo o jornal, no final de 2017 o salário médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem era de 1.133 euros.

Por distrito, o jornal refere que apenas sete dos 18 distritos portugueses tinham valores médios acima de mil euros: Lisboa, Aveiro, Beja, Coimbra, Leiria, Porto e Setúbal.

Termos relacionados Sociedade
(...)