You are here

Dielmar: 280 postos de trabalho garantidos até empresa ser vendida

O Sindicato dos Trabalhadores do Setor Têxtil da Beira Baixa anunciou as garantias dadas pelo Ministério da Economia e pelo administrador de insolvência.
Concentração de trabalhadores da Dielmar convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Setor Têxtil da Beira Baixa. Foto de Pedro Reis Martins, Lusa.

O processo de insolvência da Dielmar não irá, para já, deixar trabalhadoras sem salário. A garantia foi comunicada esta sexta-feira em plenário às trabalhadoras pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Setor Têxtil da Beira Baixa, após uma reunião conjunta com o Ministério da Economia e o administrador da insolvência.

São 280 postos de trabalho bem como o pagamento dos salários que estarão garantidos até à venda da empresa.

Segundo declarações de Marisa Tavares à TSF, o Governo e o administrador de insolvência estão a "trabalhar numa solução para que as trabalhadoras cheguem ao final do mês de agosto e tenham o vencimento disponível".

“Não vão ficar com salários em atraso, nem isso podia ser uma solução."

"É um processo que temos de acompanhar passo a passo, devagarinho", mas a salvaguarda do posto de trabalho é "uma mais-valia", disse ainda.

Esta semana, as trabalhadoras da empresa manifestaram a intenção de continuar a trabalhar a partir do dia 18, mediante a garantia de condições, nomeadamente matéria-prima, para as encomendas que ficaram na linha.

Termos relacionados Sociedade
(...)