You are here

(d)Eficientes Indignados protestam pela falta de acesso a transportes

Ação dos (d)Eficientes Indignados demonstrou a dificuldade de acesso a transportes públicos sentida por utilizadores de cadeiras de rodas.
Ação de protesto numa paragem de autocarro no Campo Pequeno, foto do facebook de Jorge Falcato.

O grupo (d)Eficientes Indignados fez ao final da tarde desta terça-feira uma ação de protesto sobre a falta de acesso a transportes públicos a que estão sujeitos os utilizadores de cadeiras de rodas. Numa ação simbólica, uma dezena de ativistas bloqueou um autocarro da Carris, por ter a rampa de acesso avariada, o que impede que os utentes de cadeiras de rodas entrem no veículo.

"A Carris tem vindo a degradar a acessibilidade aos autocarros. Já fizemos uma pergunta à Carris sobre este assunto e a resposta que nos deram, foi que o orçamento era insuficiente e tinha sido priveligiada a manutenção geral dos autocarros. Esta resposta não tem cabimento, o que se está a praticar é uma prática discriminatória, que, segundo a lei 46/2006, é um crime", afirmou Jorge Falcato, deputado do Bloco e membro do grupo, em declarações ao esquerda.net.

Diana Silva, ativista do grupo, afirmou que "uma das grandes vertentes da vida independente é que tenhamos transportes acessíveis. A acessibilidade é o que nos garante o acesso a coisas tão básicas como a socialização, ou ir para o local de trabalho, ou a uma reunião; ter acesso a transportes acessíveis é o que nos dá direito a uma cidadania plena".

"A frota da Carris, apesar de estar 50% acessível a cadeiras de rodas, na realidade, não oferece condições de acessibilidade uma vez que desses autocarros, alguns estão constantemente avariados ou têm outros problemas que inviabilizam o acesso a pessoas em cadeiras de rodas. A agravar esta situação, todos os outros 50% autocarros não estão acessíveis, por isso as pessoas têm menos de 50% da frota disponível", afirmou Diogo Martins, também ele ativista dos (d)Eficientes Indignados.

O protesto desenrolou-se numa paragem de autocarro no Campo Pequeno, em Lisboa e serviu para o grupo denunciar uma situação pela que passam diariamente, devido às constantes avarias das rampas dos autocarros. Apesar de pagarem um valor integral no passe de transportes, as pessoas que utilizam cadeiras de rodas nunca sabem quanto tempo terão de esperar por um autocarro com a rampa em funcionamento.

Esta situação não é exclusiva dos autocarros da Carris. Os (d)Eficientes Indignados aproveitaram para também criticar as dificuldades de acesso às estações de comboios da CP e do metropolitano de Lisboa.

Protesto dos (d)Eficientes Indignados | ESQUERDA.NET

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)