You are here

Debate Biden/Trump: Entre mentiras e acusações, supremacistas brancos cantam vitória

As opiniões têm sido quase consensuais em declarar este debate como o pior da história das campanhas presidenciais dos Estados Unidos. Trump não condenou supremacistas brancos dos Proud Boys e o grupo agigantou-se nas redes sociais.
Debate Trump vs Biden
Foto de Today's Best Music K945 | Facebook

O debate televisivo das eleições presidenciais norte-americans entre Joe Biden e Donald Trump, transmitido em direto na madrugada de quarta-feira, foi um autêntico caos com interrupções constantes, sobretudo vindas de Trump, troca de insultos e desrespeito pelas regras. O moderador da Fox News, Chris Wallace, teve um trabalho muito complicado, refere o jornal Expresso.

O debate tocou em assuntos como a fiabilidade das eleições, a gestão da pandemia da covid-19, os impostos de Trump, a economia, o passado dos candidatos, o Supremo Tribunal ou os protestos antirracistas.

Opiniões são consensuais: Foi dos piores debates da história

As opiniões são praticamente consensuais em apontá-lo como um dos piores debates da história dos Estados Unidos, muito devido à postura de Donald Trump. George Stephanopoulos, antigo porta-voz de Bill Clinton e agora colaborador da ABC News, refere que “foi o pior debate presidencial que vi em toda a minha vida”. Wolf Blitzer, jornalista da CNN, afirmou que “não ficaria surpreso, aliás, se este fosse o último debate”.  Jake Tapper, também da CNN, disse “que confusão, que rudeza, um terror”.

Estão previstos mais dois debates, dia 15 e 22 de outubro. As eleições estão marcadas para dia 3 de novembro.

O Jornal de Notícias lembra que no dia 7 de outubro é a vez dos candidatos à vice-presidência, o republicano e evangélico Mike Pence contra Kamala Harris, a senadora democrata que poderá ser a primeira mulher a governar na Casa Branca.

Os argumentos de Trump não foram nada de novo: mentiras e discurso racista, xenófobo e supremacista. Biden também perdeu as “estribeiras”

O atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez também do debate um ataque à Joe Biden, como por exemplo, sobre a expulsão do filho de Biden das forças armadas devido a sua toxicodependência e os negócios do candidato democrata na Ucrânia. Na altura, Trump pressionou o presidente ucraniano para investigá-los, o que levou a uma tentativa de destituição por parte do Partido Democrata.

De acordo com o Público, Trump insistiu em que o candidato do Partido Democrata só teria um bom resultado se fosse estimulado com drogas e se recebesse ordens através de um auricular.

 

Biden disse que “o facto é que tudo quanto ele disse até agora é simplesmente mentira. Não estou aqui para denunciar as mentiras dele. Toda a gente sabe que é um mentiroso”. Mas o antigo vice-presidente de Obama também mentiu ao afirmar que o défice comercial dos Estados Unidos com a China aumentou durante o mandato de Trump.

O Público relata que o candidato do Partido Democrata também acabou por insultar o adversário chamando-o de “palhaço” e “racista” e mandando-o calar por diversas ocasiões

Biden não explorou o assunto dos impostos de Trump, introduzido pelo moderador, nem argumentou com as ligações do presidente dos Estados Unidos a negócios na Rússia.

Os protestos antirracistas foram o tema mais polémico do debate

Quando se chegou ao tema dos protestos antirrascistas e das agressões policiais, o debate subiu de tom. Biden chamou racista a Trump e desmentiu que queira desmantelar a polícia.

Wallace convidou Trump a condenar os supremacistas brancos, mas o presidente do Estados Unidos rejeitou a proposta. “Mas digo-lhe uma coisa, alguém tem de fazer algo em relação aos Antifa e à esquerda, porque isto não é um problema de direita, é um problema de esquerda”, referiu o candidato republicano.

O grupo supremacista branco Proud Boys, depois destas declarações de Trump, reproduziu o seu símbolo nas redes sociais com as palavras proferidas pelo presidente.

Mike Baker, correspondente do New York Times, partilhou algumas mensagens do grupo Proud Boys, como por exemplo “estamos a postos, sir” ou “basicamente, Trump disse-nos para irmos espancá-los. Isto deixa-me tão contente”.

O painel de espectadores estava composto por 39 democratas, 25 republicanos e 36 indecisos, deu a Biden 60 pontos e a Trump 28. Antes do debate, os números eram próximos das sondagens: Biden 56; Trump 43.

Termos relacionados Internacional
(...)