You are here

De 2017 a 2021 o interior continuou a perder eleitores

Em apenas quatro anos, desde as últimas eleições autárquicas de 2017, os distritos do interior continuam a perder eleitores. Nos distritos de Guarda e Vila Real os números superam os 10 mil e no distrito de Viseu aproximam-se dos 20 mil. Publicado em Interior do Avesso.
O interior continua a perder população nos últimos quatro anos - imagem do Interior do Avesso
O interior continua a perder população nos últimos quatro anos - imagem do Interior do Avesso

Os números relativos aos distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Vila Real e Viseu dão conta de descidas “drásticas” que não mentem sobre o despovoamento do interior.

Da comparação entre os mapas do número de eleitores em 2017 até 15 de junho deste ano, para determinação dos mandatos a atribuir em cada órgão autárquico, verifica-se a redução de 7 291 eleitores no distrito de Bragança; 9 135 no distrito de Castelo Branco; 12 404 no distrito da Guarda; 11 412 no distrito de Vila Real; e 19 482 no distrito de Viseu.

No total, foram identificados 9 306 120 eleitores que poderão votar nas autárquicas de 2021, agendadas para 26 de setembro. Números que representam uma descida total, a nível nacional, de 90 560 eleitores, face aos 9 396 680 de 2017. A descida nos cinco distritos em análise corresponde, deste modo, a cerca de 65% das descida nacional.

Do total de eleitores contabilizados, 9 278 234 são cidadãos nacionais. Assim, cerca de 30 mil eleitores não são cidadãos portugueses. Dos quais 12 711 cidadãos da União Europeia, não nacionais, e 15 175 cidadãos Estrangeiros Residentes em Portugal.

Mapa com o número de eleitores inscritos no recenseamento eleitoral até 15 de junho de 2021

Artigo publicado em Interior do Avesso em 22 de julho de 2021

Termos relacionados Sociedade
(...)