You are here

Dadores de sangue querem regresso da dispensa laboral

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue defende que os dadores voltem a ser dispensados do trabalho no dia da dádiva, um direito que foi retirado em 2011. Bloco de Esquerda vai apresentar medida legislativa neste sentido.
Dadores de sangue querem regresso da dispensa laboral no dia de dádiva. Fotografia: Flickr/CBS

“A autorização para os dadores se ausentarem das suas responsabilidades laborais a fim de darem sangue, sem que tal circunstância determine a perda de quaisquer direitos ou regalias, é uma situação que urge recuperar”, afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES), Alberto Mota, em declarações à agência Lusa, acrescentando que “entre 2011 e 2021 perderam-se cerca de 40 mil dadores regulares, número que é verdadeiramente preocupante e que tem um forte impacto na disponibilidade de sangue nos serviços de saúde”.

A FEPODABES, que representa 82 associações de dadores no país, afirma que são “relativamente frequentes as quebras dos stocks de sangue a nível nacional”, o que deverá “levar os decisores políticos a refletir”.

Em declarações ao esquerda.net, o deputado Moisés Ferreira considera que esta reivindicação “faz todo o sentido” e afirma que o Bloco de Esquerda irá avançar “nos próximos dias” com uma proposta legislativa para que os dadores de sangue tenham dispensa laboral no dia da dádiva. 

O Bloco de Esquerda tem acompanhado proximamente os dadores de sangue. De facto, o Estatuto do Dador de Sangue resulta de uma proposta bloquista e, mais recentemente, os dadores recuperaram o direito a isenção de taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários, na sequência também de uma proposta do Bloco. 

No dia 14 de junho assinala-se o dia Mundial do Dador de Sangue. A Organização Mundial da Saúde considera este dia importante para “sensibilizar as populações para a necessidade de sangue e de componentes sanguíneos seguros, como o plasma” e agradecer “a todos os dadores de sangue voluntários e não remunerados por este gesto altruísta que permite salvar vidas”. 

Termos relacionados Sociedade
(...)