You are here

Curdistão: sondagens à boca da urna indicam vitória esmagadora do Sim

Com uma participação de 72,16%, as sondagens à boca da urna indicam que 95,7% dos eleitores sondados votaram a favor da independência, e apenas 4,07% disseram ‘não’. 
Celebração pró-independência em Erbil no dia do referendo curdo. Imagem de Mohamed Messara, EPA/Lusa.
Celebração pró-independência em Erbil no dia do referendo curdo. Imagem de Mohamed Messara, EPA/Lusa.

A contagem de votos só terminará no dia 28 de setembro, mas a alta participação e as sondagens à boca da urna permitem antecipar os resultados. 

Dos 4,5 milhões de cidadãos recenseados foram registados 3,3 milhões de votos, o que corresponde a uma participação de 72,16%. Num referendo realizado sob ameaça de represálias militares por parte da Turquia bem como de Bagdad, a participação expressiva é um sinal da legitimidade do referendo. 

O universo de eleitores está dividido entre 3,98 milhões na região do Curdistão iraquiano e áreas adjacentes (por exemplo a cidade de Kirkuk), bem como 500 mil curdos deslocados que estão a viver em campos, e ainda 100 mil curdos da diáspora. 

De acordo com a Rudaw TV (televisão curda), as sondagens à boca da urna indicam que 95,7% dos eleitores sondados votaram a favor da independência, e apenas 4,07% disseram ‘não’. Estes valores parecem corresponder às primeiras contagens de voto, neste momento a decorrer. 

Com 282 mil votos contados até ao momento, 93,29% são a favor da independência, e 6,71% contra. 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)