You are here

“As crianças devem ser avaliadas pelos seus professores”, afirma Catarina Martins

A porta voz do Bloco afirmou que o ministro da Educação está “ a fazer o que tem de ser feito” no que diz respeito ao novo modelo educativo, pondo fim a “exames que não têm sentido”.
Nuno Crato decidiu quebrar todo o consenso internacional sobre a avaliação", disse a porta voz do Bloco. Foto de Paulete Matos.

A porta voz do Bloco afirmou que o ministro da Educação está “ a fazer o que tem de ser feito” no que diz respeito ao novo modelo educativo, pondo fim a “exames que não têm sentido”.

Após uma visita à empresa de Desenvolvimento Mineiro, situada no concelho de Nelas, Catarina Martins afirmou aos jornalistas que o atual ministro da Educação,Tiago Brandão Rodrigues, está realizar um trabalho com o objetivo de colocar Portugal entre os países que possuem uma população mais qualificada.

"O que este ministro está a fazer é não perder tempo, para tornar a integrar Portugal no conjunto dos países desenvolvidos e com população qualificada, que avalia as crianças como elas devem ser avaliadas: pelos seus professores, não abdicando de sistemas de avaliação do próprio sistema educativo, como as provas de aferição", referiu

Catarina Martins criticou ainda o anterior governo de direita e o ex-ministro da Educação, Nuno Crato a quem acusou de ter sido radical.

"Quando Nuno Crato, no anterior Governo, decidiu quebrar todo o consenso internacional sobre a avaliação e impor exames no 1º ciclo, que não existiam em mais nenhum sítio da Europa, ninguém disse que era radicalismo. As escolas disseram, os pais disseram, mas não houve esta catadupa de comentadores tão chocados", sublinhou.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)