You are here

Criança palestiniana morta a tiro em manifestação

Omar Hassan Abu Al-Nile tinha 12 anos e foi baleado pelo exército israelita a semana passada numa manifestação. Acabou por morrer este sábado dia em que voltou a haver confrontos junto ao muro que separa Gaza de Israel.
Manifestantes palestinianos queimam pneus junto ao muro de Gaza este sábado. Foto de MOHAMMED SABER/EPA/Lusa.
Manifestantes palestinianos queimam pneus junto ao muro de Gaza este sábado. Foto de MOHAMMED SABER/EPA/Lusa.

O Ministério da Saúde palestiniano confirmou este sábado o falecimento de Omar Hassan Abu Al-Nile. A criança de 12 anos morreu na sequência de ter sido baleada pelo exército israelita numa manifestação a semana passada junto ao muro que separa Gaza de Israel.

Na mesma ocasião, outras 40 pessoas tinham ficado feridas. A meio da semana, uma delas, um homem de 32 anos, morreu. Também um agente policial israelita foi atingido a tiro e encontra-se hospitalizado.

Os confrontos nesta manifestação fizeram com o governo israelita ordenasse ataques em Gaza contra o que dizem ser “locais de fabrico e armazenamento de armas”. Do lado palestiniano, voltaram a lançar-se balões incendiários.

As manifestações semanais junto ao muro de Gaza decorrem desde 2018. E este sábado à noite, voltou a haver confrontos. O exército israelita disparou gás lacrimogéneo e granadas de atordoamento contra centenas de manifestantes segundo o repórter da France-Presse no local. A Associated Press acrescenta que foram disparados tiros com munições reais ferindo mais três pessoas.

A situação volta assim a agravar-se depois do conflito ter escalado em maio passado. Na altura, 260 palestinianos foram mortos pelos bombardeamentos a Gaza. O exército israelita diz que 13 pessoas morreram do seu lado da fronteira.

Termos relacionados Internacional
(...)