You are here

COP-21: Por todo o mundo multiplicam-se os protestos, Paris substitui pessoas por sapatos

Em Portugal, estão marcados vários eventos, entre eles manifestações em Lisboa e no Porto, no domingo, às 15h. Em Paris, os protestos foram proibidos e os manifestantes serão representados pelos seus sapatos. A Cimeira do Clima começa segunda-feira, na capital francesa.
Foto de Takver/Flickr

As manifestações na Cimeira do Clima em Paris COP-21 foram proibidas e os protestos internacionais passaram a ter particular importância. Em Portugal, estão marcados oito eventos, em Braga, Coimbra, Faro, Fátima, Lisboa, Porto, Tavira e Vouzela. Em Lisboa e no Porto, as manifestações serão domingo, às 15h. Em Lisboa, arranca do Martim Moniz e termina no Jardim da Alameda Afonso Henriques. No Porto, o encontro será no Largo do Terreiro. Em Melbourne, na Austrália, já foi lançado o pontapé de saída dos protestos internacionais, juntando 60 mil pessoas na manifestação.

Em Paris, a Praça da República, de onde se iniciaria o protesto, e as ruas adjacentes estarão cobertas com os sapatos das pessoas que participariam nos protestos. “Esta será a nossa maneira de dizer que o terror não vai e não pode silenciar o nosso sonho colectivo de um futuro 100% limpo, 100% unido, para nós, para os nossos filhos e o nosso planeta”, explicou a Avaaz, que lançou a ideia do evento. Em França, a repressão policial sobre ativistas ambientalistas e sobre os protestos à volta da COP-21 tem sido fortíssima, com a prisão domiciliária de vários ativistas climáticos, organizadores dos mesmos protestos. François Hollande utiliza o estado de emergência para suprimir a contestação ao acordo climático.

O movimento global pelo clima e pela justiça climática defende que os países mais ricos, historicamente responsáveis pela maior parte das emissões de gases com efeito estufa e pela extração de recursos naturais dos países mais pobres sejam os principais responsáveis pela redução das emissões

A Cimeira do Clima da ONU começa na segunda-feira, dia 30 e durará duas semanas. Nela estarão presentes os principais chefes de Estado e de Governo. O objetivo da Cimeira é acordar um novo tratado internacional para tentar minimizar o impacto das alterações climáticas. A Cimeira tem sido criticada pela insuficiente ambição manifestada nas negociações prévias (um aumento de 3ºC até 2100). Relembramos que em outubro deste ano a Terra já alcançou uma temperatura média em 1ºC superior à temperatura da Terra na época pré-industrial (ler aqui) e que, mesmo que o acordo atingido fosse para um aumento de 2ºC, este aumento de temperatura também teria consequências trágicas. Os dados da NASA indicam que o planeta aumentará mais de dois graus de temperatura, pelo menos durante um período de tempo, mesmo que da Cimeira de Paris resultasse um acordo estrito para um aumento de apenas 2ºC, e que esse acordo fosse respeitado por todos os países.

O movimento global pelo clima e pela justiça climática defende a distribuição adequada de metas e responsabilidades, ou seja, que os países mais ricos, historicamente responsáveis pela maior parte das emissões de gases com efeito estufa e pela extração de recursos naturais dos países mais pobres (em África, na Ásia e na América do Sul), sejam os principais responsáveis pela redução das emissões. Os protestos continuarão ao longo de toda a COP-21, que termina a 12 e 13 de dezembro.

Em Portugal, estão marcados os seguintes eventos:
Lisboa, Martim Moniz - Alameda, 15h. Ver evento de facebook.
Porto, Largo do Terreiro na Ribeira (centro histórico) – Câmara Municipal, no cimo da Avenida dos Aliados, 15h. Ver evento de facebook.
Braga, Praça da República, 15h. Ver evento de facebook.
Coimbra, Pç da República, 15h. Ver evento de facebook.
Tavira, Pç da República, 10h. ver evento de facebook.
Vouzela, Largo da Feira, 9h45. Ver evento de facebook.

Seguem-se algumas fotografias dos protestos em Melbourne.

Foto de Takver/Flickr

Foto de Takver/Flickr

Foto de Takver/Flickr

Foto de Takver/Flickr

Foto de Takver/Flickr

Foto de Takver/Flickr

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ambiente
(...)