You are here

Cisco vai despedir milhares de trabalhadores

A empresa tecnológica Cisco Systems anunciou que no início do próximo ano vai proceder a um despedimento em larga escala que poderá chegar aos 14 mil trabalhadores do setor do hardware, apesar dos lucros que tem registado.
Apesar dos lucros, a Cisco prepara um despedimento em massa de trabalhadores. Foto infoworld

De acordo com uma notícia veiculada pela Reuters, responsáveis da empresa anunciaram que esta decisão é “meramente estratégica” não estando por isso relacionada com problemas financeiros.

O site de tecnologias CRN é mais preciso na sua informação e refere que o número de despedimentos poderá  chegar até 14 mil trabalhadores, o que representa um quinto da força laboral da empresa.

A Reuters sublinha que a partir do momento em que Chuck Robbins assumiu o cargo de CEO, a Cisco está a reorientar a sua estratégia estando agora direcionada para o software e para os serviços de subscrição.

Esta alteração tem sido compensadora se tivermos em conta que no último trimestre de 2015, a tecnológica teve um aumento de 2 por cento na receita atingindo assim os 11 milhões de euros.

Em relação à área de produtos de segurança e serviços o aumento da receita cifrou-se em 12 por cento.

no último trimestre de 2015, a tecnológica teve um aumento de 2 por cento na receita atingindo assim os 11 milhões de euros

No seu quarto trimestre fiscal, que terminou em julho, o lucro líquido da Cisco Systems subiu para 2,8 mil milhões de dólares - cerca de 2,5 mil milhões de euros -, o que compara com os 2,3 mi milhões das contas anteriores.

Neste quadro e considerando que a Cisco pretende concentrar-se no desenvolvimento dos seus data centers, serviços de cloud e áreas como a segurança e a internet of things (internet das coisas) está na disposição dispensar cerca de sete por cento da sua força de trabalho e continuar a apostar numa tendência que é cada vez mais comum no setor tecnológico.

Esta é a terceira decisão deste teor em pouco tempo uma vez que há dois anos, a Cisco já tinha anunciado cortes de 6.000 empregos, em 2013 cerca de 4.000 e um ano antes 1.300 postos de trabalho. Uma das maiores reestruturações de pessoal até agora teve lugar em julho de 2011, quando a empresa dispensou 6.500 pessoas.

Termos relacionados Sociedade
(...)