You are here

Cidadãos acusam Ministro do Ambiente de falhar na limpeza do Rio Lis

Um grupo de cidadãos e ativistas que formaram a Comissão de Ambiente e Defesa da Ribeira dos Milagres enviou esta quarta-feira uma carta onde relembra ao Ministro do Ambiente que a Estação de Tratamentos Suinícolas (ETES) continua por construir.

Um grupo de cidadãos e ativistas que formaram a Comissão de Ambiente e Defesa da Ribeira dos Milagres enviou esta quarta-feira uma carta onde relembra ao Ministro do Ambiente que a Estação de Tratamentos Suinícolas (ETES) continua por construir.

A promessa veio do próprio Ministro que, a 23 de maio de 2017, garantia a este grupo que “se dentro de 120 dias não houver condições para começar a construção da ETES posso garantir que o Ministério do Ambiente será o mais duro possível com aqueles que não cumprem com o que são obrigados a cumprir”.

O responsável do governo referia-se aos suinicultores que repetidamente realizam descargas na Ribeira dos Milagres, descargas já sinalizadas pelo Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), mas que nunca provocaram qualquer “intervenção de controlo ou penalização sobre os infratores”.

O grupo ambientalista relembra que “diariamente, em Leiria, são produzidos aproximadamente 2.500 m3 de efluentes suinícolas que acabam maioritariamente despejados diretamente nas linhas de água. O correspondente a cerca de 150 camiões diários”.

Neste momento, relembram, “existe apenas uma estação de tratamento de efluentes a funcionar, a ETAR Norte, tratando uma média de 84m3/dia, menos do que a sua capacidade efetiva de trabalho. No passado previa-se que esta estação trataria cerca de 700m3 diários, mas veio a revelar-se capaz de tratar apenas 270m3”. 

Termos relacionados Ambiente
(...)