You are here

Catalunha abre delegação do governo em Lisboa

O responsável pelos assuntos exteriores do governo catalão inaugurou esta segunda-feira a delegação na capital portuguesa, considerada um embrião da futura embaixada da Catalunha, “se as maiorias democráticas assim o desejarem”.
Raul Romeva e Ramón Font. Foto @govern/Twitter

"A Catalunha quer ser um Estado. Isso não é nenhum segredo e creio que há legitimidade democrática. E um país como a Catalunha tem de ter uma presença internacional dinâmica, ativa, dialogante e aberta, que é o que a Catalunha é e quer ser", afirmou Raul Romeva na inauguração da delegação na Avenida da Liberdade, citado pela Lusa.

Romeva lembrou ainda que Portugal é o país com maior número de empresas catalãs e o quarto destino das exportações da Catalunha. Agora, Lisboa torna-se a sétima capital europeia a ter uma representação do governo catalão, a par de Bruxelas, Londres, Paris, Berlim, Viena e Roma.

"Esta delegação tem vocação para ser uma voz ativa e própria [da Catalunha] no Mundo, que nos permita fortalecer as relações com toda a gente”, prosseguiu Romeva numa cerimónia para a qual o embaixador espanhol não foi convidado.

O delegado do governo catalão em Lisboa é Ramón Font, ex-jornalista da Radio Nacional de Espanha. “A história dirá se este é um ato importante ou não”, afirmou Font, citado pelo El Pais. “Nunca imaginámos que pudesse acontecer, mas também nunca esperámos que fosse tão difícil”, concluiu.

Termos relacionados Catalunha, Sociedade
Comentários (1)