You are here

Câmara Municipal de Lisboa garante 15 mil refeições por dia a quem precisa

Para o vereador bloquista com o pelouro do da educação e direitos sociais, Manuel Grilo, “esta resposta tem de continuar a ser dada nos próximos meses por uma razão simples: a fome não pode voltar a Lisboa e quem o pode garantir é a resposta pública”.
Fila para o apoio alimentar
Fila para o apoio alimentar, em Lisboa, Rua Jacinta Marto. Foto de Mariana Carneiro

“Desde o início do estado de emergência, a Câmara Municipal de Lisboa tem estado a multiplicar a sua capacidade de produção e distribuição de refeições” anunciou o Gabinete do vereador bloquista, Manuel Grilo, no passado Domingo. Segundo o comunicado emitido, “a CML está atualmente a produzir cerca de 15 mil refeições por dia. São 1,5 milhões de euros por mês para garantir que ninguém fica para trás”.

No conjunto, tratam-se de 4.869 kits de alimentação, distribuídos por toda a cidade em colaboração com várias entidades. “Em 3 pontos da cidade, as Forças Armadas distribuem milhares de refeições produzidas”. Através das escolas, “centenas as famílias que acedem a este direito para os seus filhos, alunos com escalão A ou B da ação social escolar”.

Os centros de acolhimento de emergência, que atualmente acolhem centenas de pessoas, também recebem refeições diariamente, entre pequeno-almoço almoço, lanche, jantar e ceia. “Foi ainda ativada a rede do Projeto Radar, para poder, com as juntas de freguesia, distribuir centenas de refeições a pessoas idosas que estejam isoladas”.

Segundo o Vereador Manuel Grilo, “o Bloco de Esquerda na CML garante que a cada semana, são mais de 70 mil refeições distribuídas pela cidade. Diversificando as formas de distribuição, esta resposta tem de continuar a ser dada nos próximos meses por uma razão simples: a fome não pode voltar a Lisboa e quem o pode garantir é a resposta pública.”

Termos relacionados Política
(...)