You are here

Brasil: Quatro partidos abandonam Temer

Os cortes de pensões, uma das propostas políticas centrais de Michel Temer, está assim em risco de ser chumbada.
A plataforma parlamentar de Michel Temer ficou reduzida a 14 partidos.
A plataforma parlamentar de Michel Temer ficou reduzida a 14 partidos.

Partido Socialista Brasileiro (PSB), o Partido Popular Socialista (PPS), o Partido Trabalhista Nacional (PTN) e o Partido Humanista da Solidariedade (PHS), quatro partidos com 66 deputados que abandonam o grupo de deputados que apoiam o governo, juntando-se aos 144 da oposição. 

Ainda assim, de um total de 513 deputados, o Presidente não-eleito do Brasil conta ainda com uma maioria larga na Câmara dos Deputados, com 14 dos 26 partidos com representação parlamentar a manterem o apoio a Temer, nomeadamente os dois principais partidos: o Partido Social-Democracia Brasileira (PSDB) e os Democratas (DEM). 

Assim, os cortes de pensões propostos como grande iniciativa política de Temer, neste momento em discussão na Câmara dos Deputados, está em risco de não obter os 308 votos favoráveis necessários para a tramitação para o Senado. 

Michel Temer foi exposto por gravações secretas feitas por executivos da empresa de carnes JBS, onde alegadamente se prova que Michel Temer recebe subornos desde 2010, bem como outros 1 829 políticos de 28 partidos que receberam subornos a troco de favores para a JBS. 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)