You are here

Brasil: Maioria das mulheres já foi vítima de assédio em transportes

Segundo uma investigação divulgada esta semana, 97% das brasileiras com mais de 28 anos afirmam já ter passado por situações de assédio sexual nos transportes públicos. A amostra foi de 1081 mulheres.

Os institutos Patrícia Galvão e Locomotiva entrevistaram 1081 mulheres em fevereiro deste ano. Todas elas tinham utilizado transportes públicos ou privados nos três meses anteriores à data do início do estudo.

Foi perguntado a todas se já tinham passado por casos de assédio classificados pelas principais queixas das mulheres e quase todas responderam que já haviam passado por pelo menos um das situações, como olhares insistentes no transporte coletivo (41%), no transporte solicitado por aplicação (10%) e em táxis (11%). Para mais, 33% referiram conversas com intuito de seduzir consideradas indesejadas em transportes coletivos, e 19% referiram as mesmas em transportes por aplicações e táxis; 19% referiram comentários de cunho sexual nos transporte coletivos; 22% relataram casos em que tiveram o corpo tocado inapropriadamente nos transportes coletivos (22%), 2% em transporte solicitado por aplicativos e 3% em táxis; 46% afirmaram que não se sentem confiantes em usar meios de transporte sem sofrer assédio.

Termos relacionados Internacional
(...)