You are here

Bolsonaro diz que sabe como pai de presidente da OAB desapareceu na ditadura

“Se presidente da OAB quiser saber como pai dele desapareceu na ditadura, eu conto”, afirmou o presidente brasileiro, para mais tarde mentir e acusar um grupo de esquerda pela morte do militante que foi executado pela ditadura militar. Bolsonaro deverá visitar Portugal no início de 2020.
Bolsonaro corta o cabelo, transmissão direta pelo facebook
Bolsonaro corta o cabelo, transmissão direta pelo facebook

São habituais as declarações de ódio do atual presidente do Brasil, assim como a sua defesa da tortura e da ditadura militar.

Desta vez, Bolsonaro escolheu atacar Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com quem tem um longo contencioso. Felipe Santa Cruz tem defendido as liberdades e o respeito pelos direitos humanos o que desagrada sobremaneira ao presidente, que queria que a OAB permitisse que a Polícia Federal escutasse um advogado de Adélio Bispo, autor do atentado à faca contra Bolsonaro.

Posteriormente, Bolsonaro viria a acusar o grupo Ação Popular (AP) de ter morto Fernando Santa Cruz Oliveira, pai do presidente da OAB, que pertencia à Ação Popular Marxista-Leninista, uma dissidência da AP. “Não foram os militares que mataram ele não, tá? É muito fácil culpar os militares por tudo o que acontece”, declarou numa transmissão direta no facebook, enquanto cortava o cabelo.

Segundo a Folha de São Paulo, a Comissão Nacional da Verdade que foi criada após o fim da diatdura militar brasileira, pôs como hipótese que Fernando Santa Cruz Oliveria tenha sido preso e assassinado pela polícia política da ditadura militar (DOI-CODI).

A revista Fórum refere também uma outra hipótese sobre o desaparecimento de Fernando Santa Cruz Oliveira. Em depoimento para o livro “Memórias de uma guerra suja”, um ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) afirmou, em 2012, que queimou dez corpos de militantes executados pelos militares em 1973, entre os quais o corpo de Fernando Santa Cruz Oliveira.

O mesmo site refere que o documento secreto RPB 655, elaborado pelo Comando Costeiro da Aeronáutica, comprova que Bolsonaro mente e que o pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, foi preso pelo regime militar em 22 de fevereiro de 1974, no Rio de Janeiro.

Uma coisa é certa, o pai do presidente da OAB tinha sido preso pela polícia política do regime e é uma das pessoas que foi assassinada pelos esbirros da ditadura, que fizeram desaparecer o seu corpo, tal como aconteceu com outras pessoas.

Bolsonaro visita Portugal em 2020?

Entretanto, nesta segunda-feira em Cabo Verde, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Brasil, Ernesto Araújo, anunciou que esteve a programar com o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, a visita de Bolsonaro a Portugal.

“Estamos a programar [a visita do Presidente brasileiro], se tudo der certo, para o ano que vem. Espero que mais para o começo do ano que vem. Ainda não temos data, preciso de falar com o próprio Presidente, ver na agenda do Presidente, mas ele quer muito ir a Portugal", disse Ernesto Araújo, segundo o “Jornal de Notícias”.

Termos relacionados Internacional
Comentários (1)