You are here

Bloco questiona “inoperacionalidade do Siresp” no incêndio de Pedrógão Grande

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo, nesta quarta-feira, sobre a “inoperacionalidade do Siresp” no passado sábado, devido ao incêndio de Pedrógão Grande e se foram estabelecidas ligações alternativas.
Bloco pergunta as consequências que a inoperacionalidade do Siresp teve “no planeamento, comando e execução das operações” durante o incêndio de Pedrógão Grande
Bloco pergunta as consequências que a inoperacionalidade do Siresp teve “no planeamento, comando e execução das operações” durante o incêndio de Pedrógão Grande

Nesta quarta-feira, 21 de junho de 2017, o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda interpelou o Governo sobre o funcionamento do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) no passado sábado, em consequência do incêndio de Pedrógão Grande. (Aceda à pergunta na íntegra)

No documento, assinado pelos deputados Sandra Cunha e Heitor Sousa, pergunta-se se o Governo já tem resposta às perguntas feitas pelo Primeiro-Ministro, na passada segunda-feira ao Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), à Proteção Civil e à GNR. O grupo parlamentar pergunta, em particular, se o Governo confirma a interrupção do funcionamento do Siresp e durante quanto tempo.

O Bloco pergunta também “como e quando” as ligações alternativas foram estabelecidas e se houve “algum hiato temporal em que as comunicações por via do SIRESP” estiveram indisponíveis.

Por fim, questiona-se as consequência que a inoperacionalidade teve “no planeamento, comando e execução das operações”.

Termos relacionados Política
(...)