You are here

Bloco questiona governo sobre "touros de fogo"

Em concreto, o Bloco pergunta se as forças policiais estavam presentes no evento e se tentaram ou não impedir o ato.

Os “touros de fogo” nas festas de Benavente são um caso de “preocupante”, dado ser uma prática “evidentemente ilícita e alvo de justa indignação”, escreve o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda numa pergunta enviada esta terça-feira ao Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. 

Em concreto, o Bloco pergunta se as forças policiais estavam presentes no evento e se tentaram ou não impedir o ato, uma vez que este já tinha sido proibido pela Direção-Geral de Veterinária e cancelada pela Câmara Municipal. 

Originalmente, no plano de festas divulgado pela autarquia, a “largada dos touros de fogo em recinto alargado” estava programada para as 1.30 horas de sábado. 

Após o seu cancelamento, um grupo de pessoas manietou o touro e com o animal praticamente imobilizado colocou-lhe fogo-de-artifício nos cornos.

Em declarações à agência Lusa, o Presidente da Câmara de Benavente disse que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

Entretanto, o Ministério Público anunciou que abriu um inquérito para a investigação da "eventual prática de crime relacionada com a atividade "touros de fogo".

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Animais, Política
(...)