You are here

Bloco quer resposta de emergência para Centro Histórico do Porto

Defendendo que é inaceitável haver no Porto “um território cuja população, em plena pandemia, se vê sem qualquer apoio por parte da sua Junta de Freguesia”, o Bloco defende que a Câmara não “pode ficar alheia a esta atrocidade” e deve criar de imediato uma resposta direta a estas famílias.
Foto de Asublif, Wikimedia.

Em comunicado, a Comissão Coordenadora Concelhia do Porto recorda que o presidente da junta de freguesia do Centro Histórico do Porto, António Fonseca, “voltou a apresentar, sem quais quer alterações, o documento de revisão orçamental já colocado à votação e rejeitado por duas vezes, pela Assembleia de Freguesia, devido à sua total opacidade quanto ao valor que realmente se traduzirá em apoios sociais e em que apoios sociais - apenas com uma rubrica com a designação ‘Covid 19’”.

“Em face de nova rejeição da proposta pelos grupos do PS, PSD, CDU e Bloco, e ainda por dois membros do grupo político do Movimento Rui Moreira, António Fonseca voltou a retaliar através do corte do apoio alimentar a várias famílias da freguesia que dele dependiam”, lê-se no documento (disponível para consulta aqui).

A Concelhia do Bloco do Porto denuncia o silêncio cúmplice do Movimento de Rui Moreira, cujo representante na freguesia do Centro Histórico “tem demonstrado os piores tiques antidemocráticos, e uma total incompetência para o papel, colocando os seus interesses políticos à frente dos cidadãs e dos cidadãos”.

Para o Bloco, “é inaceitável haver na cidade do Porto -e mesmo no país - um território cuja população, em plena pandemia, se vê sem qualquer apoio por parte da sua Junta de Freguesia”.

Neste contexto, a Câmara “criar de imediato, com carácter excepcional e de emergência, uma resposta direta a estas famílias que, no contexto de enorme fragilidade porque estamos a passar, foram abandonadas”.

“A Câmara Municipal do Porto não pode ficar alheia a esta atrocidade”, remata a concelhia do Bloco do Porto.

AttachmentSize
PDF icon be_comunicado_ch_porto_1-1.pdf69.76 KB
Termos relacionados Política
(...)