You are here

Bloco quer que Governo pague aos trabalhadores despedidos da Casa do Douro

Foi discutido esta semana na Assembleia da República um projecto de resolução do Bloco de Esquerda para o pagamento dos salários em atraso e das compensações devidas aos trabalhadores despedidos da Casa do Douro (CD).
Foto de Victor Pinto.

O diploma, que se tem arrastado há vários meses na Comissão de Agricultura e Mar, recomenda ao Governo que, de acordo com a Lei 19/2016, os trabalhadores da Casa do Douro (CD) recebam os salários em atraso e compensações pelo seu despedimento com a brevidade que a situação exige. A referida Lei contempla o pagamento com carácter prioritário, inclusive com a possibilidade de recurso ao adiantamento de verbas por parte do Estado. Porém, passados mais de sete meses após a nomeação de uma Comissão Administrativa incumbida da regularização das dívidas da instituição, inclusive aos trabalhadores, estes continuam sem ser totalmente ressarcidos, tal como a lei define.

A histórica instituição da lavoura duriense foi extinta pelo anterior Governo PSD/CDS de Passos Coelho e Paulo Portas. A extinção permitiu que no lugar da CD fosse colocada uma federação privada ligada à CAP, que ainda utiliza as instalações da CD no Peso da Régua, até que um processo judicial, em curso, determine a sua legitimidade ou não. A ex-ministra da Agricultura Assunção Cristas foi quem liderou o processo com o apoio do PSD. A situação deixou os pequenos viticultores praticamente sem representação e indefesos perante as grandes casas exportadoras. Além do desequilíbrio de forças que estabeleceu na região, a extinção não acautelou minimamente a situação dos trabalhadores e permitiu que se mantivessem numa penosa indefinição laboral, sem nunca terem recebido os salários em atraso nem as devidas cartas de despedimento que lhes permitissem aceder ao subsídio de desemprego.

A responsabilidade pelo pagamento integral das compensações a que os trabalhadores da Casa do Douro têm direito é agora do Governo de António Costa.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)