You are here

Bloco preocupado com funcionamento de campo de tiro aos pratos de Leiria

O Bloco de Esquerda considera que o funcionamento do campo de tiro aos pratos do Clube Desportivo Campos do Lis, em Leiria, está a afetar a qualidade de vida das populações e do ambiente.

“O campo de tiro continua a sua plena atividade, particularmente reforçada aos fins de semana, como se nunca tivesse acontecido qualquer impedimento que tivesse estado na origem de uma qualquer perturbação do seu perfil normal de atividade”, afirma o Bloco numa pergunta endereçada ao ministro da Administração Interna.

Segundo o Bloco, “há queixas sobre a poluição sonora a que a população está sujeita todos os dias, havendo dias com quatro campos de tiro a funcionar em simultâneo”.

As queixas referem-se a “toneladas de chumbo que são despejados por ano na ribeira dos Marrazes” e ao “ruído ensurdecedor sobre um recinto desportivo que existe no limite de um dos campos de tiro e onde muitas crianças e adolescentes praticam desportos coletivos, sendo por vezes brindadas com resíduos de chumbo que lá vão parar”. É ainda referido que algumas residências “exibem marcas de tiros de chumbo nas paredes exteriores” e que resíduos dos pratos “se acumulam especialmente nas margens da ribeira ou estão dissimulados pelo matagal, que entretanto cresceu à frente dos campos de tiro”.

De acordo com o Bloco, as populações estão ainda preocupadas com o facto de “estar a ser construído um centro escolar mesmo em frente ao campo de tiro, aparentemente com autorização camarária”. Assim, apontam para incongruências como a de a lei da caça proibir tiros a menos de 250 metros de casas e o campo de tiro estar a cerca de 100 metros.

O Bloco conta que “tudo isto foi quase integralmente testemunhado” numa visita realizada pelo partido ao local no mês passado. Nessa altura, confirmou que as queixas são “plenamente justificadas”.

 

Termos relacionados Política
(...)