You are here

Autoeuropa: Acordo impede despedimentos em 2016

A Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa chegou a um pré-acordo com a administração que garante aumentos de 1.5%, com aumento mínimo de 20 euros, retroativos ao mês de outubro.
Foto Paulete Matos.

“Tendo em conta a conjuntura nacional e internacional da Volkswagen e as previsões de produção para o próximo ano, foi necessário dar especial atenção e empenho na garantia do emprego  de todos durante a vigência deste acordo”, afirma a Comissão de Trabalhadores da Auroeuropa no comunicado divulgado esta sexta-feira.

O pré-acordo será discutido pelos trabalhadores no plenário marcado para dia 19 de novembro e as linhas gerais foram já apresentadas pela CT liderada por António Chora. Em destaque está a garantia de que não haverá despedimentos coletivos em 2016 e o prosseguimento da prática de converter contratos temporários em postos de trabalho permanentes.

Em termos salariais, o acordo garante aumentos de 1.5%, retroativos a 1 de outubro. O aumento mínimo do salário mensal será de 20 euros. O período de férias será de 24+1 dias, numa altura em que o Código de Trabalho reduziu o período de férias para 22 dias. Os trabalhadores com 20 anos de antiguidade em janeiro de 2016 terão direito a um dia adicional de descanso.

O acordo prevê ainda o direito à marcação individual de 3 “downdays” (dias de não-produção), independentemente do saldo individual do banco de horas. Nas deslocações ao estrangeiro, os valores pagos pela empresa passam de 40 euros para 44.67 euros e o valor mínimo do seguro de vida ou invalidez passa de 36 mil para 40 mil euros ou 36 meses de salário, caso seja mais favorável.

Termos relacionados Sociedade
(...)