You are here

Associação Zero rejeita terminal de contentores do Barreiro

 A associação ambientalista  Zero deu parecer desfavorável ao projeto do novo terminal de contentores no barreiro, alegando os “impactes ambientais negativos” e a infraestrutura “injustificada”. Mario Durval, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara do Barreiro "apela ao combate dos barreirenses contra a implementação do terminal". 
Terminal de Contentores do Barreiro. Foto ZERO - Associação Sistema Terrestre Sustentável

"Tendo em conta todas estas questões, o projeto do Terminal do Barreiro, na sua presente reformulação, não serve o interesse público e das populações, devendo ser objecto de uma profunda reformulação”, pedem os ambientalistas num comunicado enviado à agência Lusa.

Para a Zero, o futuro terminal “não está suficientemente justificada e enquadrada à escala regional e nacional e tem impactes negativos irreversíveis que causam incumprimentos da legislação nacional e europeia em determinados domínios e põem em causa objetivos de longo prazo do país".

Apesar deste parecer desfavoravel da Zero, a Assembleia Municipal da Câmara do Barreiro aprovou por unanimidade a instalação do terminal de contentores. Mário Durval, candidato do Bloco de Esquerdo à câmara contesta esta aprovação que considera de "criminosa" para os barreirenses e apelo a todos que se mobilizem para combater a implementação destas alterações ao que foi inicialmente divulgado", disse em declarações ao Jornal Distrito.

O candidato bloquista acrescentou ainda que o "desenvolvimento económico não pode ser feito a qualquer custo, diminuindo drasticamente a qualidade de vida dos barreirenses, comprometendo o seu futuro e destruindo o seu património cultural, ambiental e paisagístico".

Os deputados bloquistas na Assembleia Municipal vão ainda pedir uma sessão extraordinária deste orgão para travar o processo de instalação do terminal de contentores.

Zero adverte para falta de pensamento estratégico portuário

A associação ambiental refere que os aspectos positivos do projecto não justificam alguns elementos que considera como “críticos”, como as dragagens e impactes no Estuário do Tejo, a paisagem e estrutura ecológica da região, a qualidade do ar e emissões de gases com efeitos de estufa e o ruído.

A Associação Zero critica ainda a falta de pensamento estratégico portuário, reclamando o enquadramento do terminal de contentores com os Portos de Lisboa e Setúbal, de modo a rentabilizar as infraestruturas existentes, e assinala que não são exploradas oportunidades associadas ao projeto.

A Zero lamenta também que este terminal não leve a “uma efectiva requalificação de toda a zona envolvente, e proteja o ecossistema do Estuário do Tejo, um recurso valioso para as populações ribeirinhas".

A Avaliação de Impacte Ambiental do Terminal de Contentores do Barreiro esteve em consulta pública, que terminou no dia 16 de junho.

Termos relacionados Ambiente
(...)