You are here

Alterações às leis laborais apresentadas ao Bloco já estão na Concertação Social

Fonte do Governo disse à imprensa que deixará cair as propostas apresentadas ao Bloco na área laboral, caso o partido vote contra o OE'2021. Mas as mesmas propostas deram entrada a 15 de outubro para debate na Concertação Social.
reflexo de transeunte
Foto de Pedro Gomes Almeida.

"Há alterações às leis laborais que caem se o Bloco votar contra o Orçamento na votação final", é o título da página 3 da edição desta quarta-feira do jornal Público. A notícia refere a existência de um documento entregue pelo Governo ao Bloco de Esquerda, com medidas laborais sobre precariedade, plataformas e teletrabalho, que ficariam sem efeito se o Bloco decidir votar contra a proposta de Orçamento de Estado para 2021.

José Soeiro, deputado do Bloco, reagiu à notícia nas redes sociais, afirmando que “o que o governo não disse é que as tais alterações propostas ao Bloco já foram formalmente entregues por escrito pelo Governo às confederações patronais e sindicais no passado dia 15 de outubro”.

O deputado afirma que “já estão desde essa altura em discussão na concertação social, não tendo suscitado nem um pequeno sinal de comoção dos sindicatos nem o mais leve repelo dos patrões, o que aliás se compreende para quem o tenha lido e se tenha debruçado sobre as suas formulações pomposas”.

São José Almeida anuncia hoje no Público a existência de um documento entregue pelo Governo ao Bloco de Esquerda, com...

Publicado por José Soeiro em Quarta-feira, 28 de outubro de 2020

O conjunto de propostas apresentado pelo governo aos parceiros sociais não era segredo para ninguém e foi mesmo tema denotícia na edição do Jornal de Negócios no dia 15 de outubro.

Termos relacionados Política
(...)