You are here

Alfredo Bruto da Costa (1938-2016)

Morreu o antigo ministro e conselheiro de Estado, Alfredo Bruto da Costa, aos 78 anos. Em nota de pesar, o Bloco destaca-o como um exemplo de "coerência e de sentido de justiça"
Alfredo Bruto da Costa
Alfredo Bruto da Costa, foto de António Cotrim/Lusa.

Alfredo Bruto da Costa foi conselheiro de Estado (até janeiro de 2016), ministro dos Assuntos Sociais no governo de Maria de Lurdes Pintassilgo, Provedor da Misericórdia de Lisboa e presidente do Conselho Económico e Social (entre 2003 e 2009). Era engenheiro professor universitário e investigador no domínio da pobreza, tema do seu doutoramento na Universidade de Bath (no Reino Unido). Presidiu ainda à Comissão Nacional de Justiça e Paz e coordenou o estudo "Um Olhar Sobre a Pobreza". 

Bloco de Esquerda envia nota de pesar pela morte de Bruto da Costa

"A morte de Alfredo Bruto da Costa priva-nos de um dos mais lúcidos e completos de entre nós. Alfredo Bruto da Costa deu a conhecer a Portugal a realidade da nossa pobreza, com estudos de grande rigor científico. Neles denunciou sempre que a causa principal da pobreza é a distribuição desigual do rendimento. Mas Alfredo Bruto da Costa não foi apenas um estudioso, mas também um cidadão que fez do combate às causas da pobreza o seu empenhamento fundamental, dando desse modo um testemunho notável de coerência e de sentido de justiça", afima a nota de pesar distribuída à imprensa esta sexta-feira. O Bloco destaca ainda "entre muitas expressões de empenhamento pela justiça, o seu notável desempenho como Ministro dos Assuntos Sociais do Governo presidido por Maria de Lurdes Pintasilgo" e apresenta à sua família o seu sentimento de pesar.

Em 2010, Alfredo Bruto da Costa foi entrevistado pelo esquerda.net, no vídeo que pode ser visto em baixo. O Esquerda.net envia as suas condolências à família e amigos de Alfredo Bruto da Costa.

 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)