You are here

Açores: “Vasco Cordeiro assumiu discurso da extrema-direita sobre apoios sociais”

O coordenador regional do Bloco de Esquerda nos Açores, António Lima, criticou esta quinta-feira o candidato do PS/Açores por ter associado os beneficiários de apoios sociais, como o Rendimento Social de Inserção, à “preguiça”.
Na reta final para as eleições legislativas da Região Autónoma, António Lima propõe o aumento do complemento regional de pensão para 438 euros.
Na reta final para as eleições legislativas da Região Autónoma, António Lima propõe o aumento do complemento regional de pensão para 438 euros. Foto via acores.bloco.org

Após uma visita à Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz das Flores esta quinta-feira, António Lima defendeu medidas imediatas para combater a pobreza e as desigualdades sociais, indicadores em que os Açores registam os piores resultados do país.

“É inconcebível” que, perante a pressão da extrema-direita, Vasco Cordeiro tenha cedido ao discurso populista. “Vasco Cordeiro e o PS já deviam ter percebido que não é assumindo o discurso da extrema-direita que se combate a extrema-direita. Pelo contrário, é combatendo este discurso e dando melhores condições de vida às pessoas”, disse o candidato do Bloco de Esquerda.

O Bloco propõe o aumento do complemento regional de pensão para 438 euros – o valor do indexante de apoios sociais –, creches gratuitas para todas as famílias – para reduzir uma despesa mensal e permitir que os adultos da família possam ambos trabalhar –, e o combate ao trabalho precário, nomeadamente através da imposição de barreiras aos contratos a prazo às empresas que recebem apoios públicos.

“Nós precisamos, nos Açores, de uma estratégia de combate à pobreza a longo prazo, mas, também, no imediato, de ter medidas que combatam a pobreza e garantam condições de vida decentes para quem está em situação de maior fragilidade”, defendeu António Lima.

“Assumir o discurso da extrema-direita é aquilo que lhe dá ainda mais espaço para crescer, e este é um erro lamentável que Vasco Cordeiro está a cometer”, concluiu o candidato do Bloco de Esquerda.

No âmbito da reunião com a provedora da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz das Flores, Isabel Tenente alertou para a necessidade de se prestar mais atenção aos doentes de Machado Joseph, que atinge particularmente a ilha, e que segundo a candidata bloquista pelo círculo das Flores, não estão a receber o devido acompanhamento.

Isabel Tenente assume o compromisso de lutar pela defesa dos doentes de Machado Joseph no sentido de garantir que se cumpra a prioridade destes doentes no acesso a fisioterapia e a consultas.

Termos relacionados Política
(...)