You are here

461 pessoas a bordo do Sea Watch obrigadas a ficar em mar alto mais de oito dias

Os migrantes foram resgatados no Mediterrâneo pelo navio humanitário, mas os portos italianos não lhe deram autorização para atracar. Situação médica a bordo tornou-se insuportável esta sexta-feira.
Imagem via Twitter @seawatch_intl

Os 461 migrantes foram resgatados há oito dias pelo Sea Watch 4 mas o navio não obteve resposta aos 11 pedidos de autorização para entrar nalgum porto italiano.

Com a situação a deteriorar-se rapidamente a bordo do navio, onde o espaço limitado obriga várias pessoas a permanecerem na coberta, e múltiplas tempestades a assolarem o Mediterrâneo, oito pessoas tinham já sido retiradas do navio pelas autoridades italianas devido a razões médicas, quatro sofriam de hipotermia e várias outras estavam inconscientes.

Na noite entre quinta e sexta-feira, o Sea Watch declarou oficialmente o estado de necessidade e foi autorizado a atracar no porto de Augusta. Não há confirmação de autorização para os 461 migrantes serem recolhidos em terra.

Neste vídeo, o ativista Miguel descreve as condições cada mais precárias que se vivem a bordo.

 

Termos relacionados Internacional
(...)