You are here

120 postos de trabalho estão em perigo nos serviços do Alfa Pendular e Intercidades

A prestação de serviços de refeições nos comboios Alfa Pendular e Intercidades cessa no dia 31 de julho, quatro meses antes do previsto. A federação sindical FESAHT alerta que ainda não se conhece novo concurso. Artigo do Interior do Avesso
Alfa Pendular Lisboa-Porto em Vila Franca de Xira, 15 de abril de 2019 – Foto Peter Boere/flickr
Alfa Pendular Lisboa-Porto em Vila Franca de Xira, 15 de abril de 2019 – Foto Peter Boere/flickr

Em comunicado, a Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT), informa que “o Conselho de Administração da CP – Comboios de Portugal denunciou o contrato de prestação de serviços de refeições dos comboios Alfa Pendular e Intercidades que mantinha com a Risto Rail, pelo que o mesmo cessa no dia 31 de julho de 2021”. 

A organização de trabalhadores alerta que o contrato deveria vigorar até 30 de novembro e que “não foi feito até à data novo concurso para este serviço”, o que se traduz num receio dos trabalhadores porque os seus postos de trabalho podem estar em causa.

A FESAHT revela que já solicitou uma reunião urgente com o Ministério do Trabalho, com a empresa concessionária, com a CP e com o Ministério das Infraestruturas. 

O objetivo da reunião é “exigir informação sobre as razões da denúncia do contrato, quando vai ser aberto novo concurso, que serviços vão ser assegurados, se vão ser garantidos os postos de trabalho no novo concurso, quando vai ser retomado o serviço de refeições a bordo dos comboios Alfa Pendular e Intercidades e outras informações relevantes para os trabalhadores e para garantir a qualidade de serviço”.

Artigo publicado em Interior do Avesso

Termos relacionados Sociedade
(...)