Está aqui

Intervenção de encerramento da Convenção

Na intervenção de encerramento da VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã afirmou que para combater a exploração e a ganância - que é o "nome próprio do capitalismo" - é necessária uma "esquerda grande".

Ouça a intervenção de encerramento de F. Louçã em mp3  e wma. Veja os vídeos com alguns dos momentos da intervenção aqui e aqui.

Antes da intervenção de encerramento de Francisco Louçã, dois dos representantes dos partidos de esquerda da europa presentes na convenção, dirigiram algumas palavras aos delegados e convidados.

Lucien Sanchez, do Novo Partido Anticapitalista (França) que esteve este fim de semana reunido no seu congresso fundador, lançou uma saudação fraternal à convenção e sublinhou a necessidade de construir uma alternativa revolucionária à crise do capitalismo. Por seu turno, Yiannis bournous, do Synaspismos (Grécia), sensibilizou os delegados quando lembrou a morte do jovem grego (Alexis), atingido pela polícia no último dia 6 de Dezembro. E terminou com uma vibrante suadação a todos os Alexis de todo o mundo, desde os palestinianos, aos zapatistas, passando pelas mulheres no Irão.

Francisco Louçã iniciou a intervenção de encerramento da Convenção, logo após a passagem de um breve filme sobre os 10 anos do Bloco de Esquerda.

Louçã denunciou o agravamento de todos os indicadores sociais e económicos de 2005 para 2009, passados que estão quatro anos de governo Sócrates. O desemprego era de 7,6% em 2005 e atinge agora os 8,5%. A precariedade afectava 32% dos trabalhadores, mas agora já atinge 35%. O endividamento das famílias também subiu, o que levou Louçã a considerar que Sócrates está a transformar Portugal no país dos "desempregados, precários e endividados".

E ao contrário dos que afirmam que a culpa é da crise na economia, Louçã sublinha que a culpa é da crise da liderança do país, da classe dominante e do poder político que governa, até porque a "ganância" é ela mesma "o nome próprio do capitalismo".

Criticando os que "enlouquecem com o cheiro do dinheiro", Louçã denunciou os 94 offshores do BPN, as centenas do BCP e os muitos outros que pululam pelo país e pelo mundo. "Proteger offshores é proteger o crime e nós não aceitamos isso" afirmou Louçã.

Louçã lembrou ainda que cada contribuinte pagará um salário mínimo nacional para que o Estado possa pagar o buraco do BPN. "Nem um cêntimo para proteger fortunas, Não pagamos!", declarou Louçã, um slogan que entusiasmou os delegados.

De seguida Francisco Louçã apresentou as propostas do Bloco de Esquerda para "responder agora à crise em nome de quem precisa": um serviço público bancário que garanta juros e taxas não especulativas, a proibição de entrega de dividendos aos accionistas por parte de empresas que tenham recebido benefícios do Estado, a proibição dos despedimentos nas empresas com lucros, o aumento das pensões e do salário mínimo (para chegar a 600 euros em dois anos), a revogação do código do trabalho e o imposto sobre as grandes fortunas.

Sobre as declarações do porta-voz do PS Vitalino Canas, que contestou a proposta do Bloco de Esquerda de impedir os despedimentos nas empresas com lucros, Louçã ironizou: "nunca sei se ele está a falar em nome do PS ou como provedor das empresas de trabalho temporário".

Louçã concluiu com um apelo à convergência das esquerdas, para construir "uma esquerda grande", determinada a combater a desigualdade e a exploração, uma esquerda "anticapitalista e socialista". Uma esquerda em que "todos aprendam para todos serem mais fortes".

(...)

Resto dossier

VI Convenção Nacional do Bloco

O Esquerda.net juntou toda a informação sobre a VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, realizada em Lisboa a 7 e 8 de Fevereiro.

Entrevista com Yannis Bournous, do Synaspismos (Grécia)

O Esquerda.net entrevistou Yannis Bournous, do Synaspismos ( o mais importante partido da esquerda radical na Grécia), na VI Convenção do Bloco de Esquerda. Veja também a empolgante intervenção de Yannis na Convenção.

Entrevista com Krzysztof Labadz, do Partido Polaco do Trabalho

O esquerda.net entrevistou, durante a VI Convenção do Bloco, Krzysztof Labadz do Partido Polaco do Trabalho e dirigente do Sindicato Livre Agosto 80 da Polónia.

Intervenções de abertura das três moções

Terminada a discussão sobre Estatutos, foram apresentadas as três moções de orientação à VI Convenção Nacional do Bloco.

Votação das moções e eleição dos órgãos nacionais do Bloco

Antes do encerramento, os delegados votaram as três moções de orientação em alternativa. A Moção A obteve 424 votos (84,1%), a Moção B 19 votos (3,8%), e a Moção C 61 votos (12,1%).
Leia mais para consultar as votações para a Mesa Nacional e Comissão de Direitos. 

Intervenção de encerramento da Convenção

Na intervenção de encerramento da VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã afirmou que para combater a exploração e a ganância - que é o "nome próprio do capitalismo" - é necessária uma "esquerda grande".

Intervenções finais das três moções

Esquerda.radio gravou as intervenções de encerramento do debate das moções na VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda.

Intervenções das moções no final do primeiro dia de debate

Veja aqui os vídeos das intervenções de cada moção em debate no fim do primeiro dia de trabalhos. João Teixeira Lopes, Gil Garcia e Margarida Pinho foram os oradores escolhidos para fazer o ponto de situação do debate da Convenção bloquista.

Convenção: propostas de alteração aos Estatutos

Durante a manhã de sábado, os delegados à VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda os discutiram e votaram várias propostas de alteração aos estatutos da organização. Clica em Ler Mais para ver os resultados das votações.

Intervenção de abertura da Convenção

Perante mais de 600 delegados e convidados, Francisco Louçã abriu a VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, sublinhando a necessidade de “Juntar forças para uma esquerda mais forte”. A fúria privatizadora do governo, que quer fazer um negócio de todos os bens públicos, e o descaramento dos patrões que lucram milhões e despedem trabalhadores, mereceram o repúdio de Louçã, que apresentou propostas concretas para combater o desemprego e o abuso.

Entrevistas a delegados e convidados à Convenção

A Esquerda.rádio andou entre as mesas e nos corredores da sala da VI Convenção do Bloco de Esquerda, a entrevistar delegados e convidados ao evento maior dos bloquistas, perguntando-lhes o que mais os impressionara na convenção até ao momento.

Reunião com partidos europeus de esquerda antecedeu Convenção do BE

Vinte partidos europeus de esquerda participaram num debate sobre as respostas possíveis à crise actual que se vão construindo, num encontro que antecedeu a realização da VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda. A intervenção de abertura coube a Francisco Louçã e o encerramento foi da responsabilidade de Miguel Portas.

Entrevistas a representantes das moções em debate

Esquerda.radio entrevistou representantes das três moções em debate para a VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, antes do evento.