Está aqui

Contestação ao G8

ALTERGLOBALISTAS DE TODO O MUNDO
São muitas as acções dos activistas contra o G8 na Rússia. Libertários, Fórum Social Russo e muitos outros activistas marcam a agenda. A defesa do ambiente, a luta contra a distribuição desigual da riqueza e a busca de apoios aos países mais pobres no tratamento da Sida são alguns dos assuntos que estarão na rua.

Apesar de 600 ONGs terem reunido em Moscovo a convite do governo russo, a liberdade de expressão dos activistas que se opõem ao G8 é muito limitada. Gualter Baptista do GAIA que reuniu com elementos do Fórum Libertário testemunhou alguns actos de intimidação policial: “assisti à prisão de elementos libertários que colavam cartazes. A situação é tão habitual que os libertários encarregam normalmente um deles para falar com a polícia e ficar detido, permitindo que os outros se escapem”. Apesar da repressão, de 9 a 12 de Julho decorrerá um fórum libertário em Moscovo. O assunto principal será a agenda energética da cimeira do G8 e a oposição dos activistas ao desenvolvimento da energia nuclear. Para os libertários, a chamada “segurança energética” de que falam o G8, não significa mais do que o direito dos países ricos explorarem sem limites os recursos naturais dos países pobres e o consumo irracional dos recursos finitos do planeta.
O Fórum Social Russo terá lugar nos dias 13 a 15 de Julho, em São Petersburgo. Uma grande manifestação está marcada para 15 de Julho. Os organizadores queixam-se que as autoridades pretendem ao máximo dificultar os protestos, não tendo dado ainda autorização para a marcha.

Dossier: 
Dossier 009: G8
(...)

Resto dossier

Dossier G8

Um ano depois da cimeira do G8 que teve lugar na Escócia, a Rússia recebe a reunião dos oito países mais poderosos do mundo. Se a agenda da anterior cimeira tinha como ponto forte o combate da pobreza, esta tem como mote dois aspectos não menos ambiciosos: a “segurança energética” e o “combate ao terrorismo”. Dossier G8

Repressão G8

O comité organizador do Contra G8 e do Fórum Social Russo de São Petersburgo pedem às redes internacionais que se mobilizem contra a repressão que são vítimas os militantes das redes sindicais, políticas e associativas na Rússia.

O patrono do G8

O Presidente Russo Vladimir Putin defendeu a necessidade de negociações com o Irão e o Iraque, numa entrevista concedida online à BBC e os site russo Yandex, dada na quinta feira, nas vésperas da cimeira do G8.

Civil G8

Cerca de 600 representantes de organizações não governamentais participaram no Fórum Civil G8 em Moscovo, entre os quais três membros do GAIA, um deles Gualter Baptista falou ao Esquerda sobre as principais conclusões deste encontro, que discutiu com o Presidente Russo, Vladimir Putin, a agenda da cimeira do G8.

Contestação ao G8

São muitas as acções dos activistas contra o G8 na Rússia. Libertários, Fórum Social Russo e muitos outros activistas marcam a agenda. A defesa do ambiente, a luta contra a distribuição desigual da riqueza e a busca de apoios aos países mais pobres no tratamento da Sida são alguns dos assuntos que estarão na rua.

Negociações no G8

Enquanto Norte Americanos e Britânicos ocupam o Iraque para controlar o petróleo desse pais, a questão da segurança energética mundial dominará a cimeira do G8 em São Petersburgo. Segundo os estrategas russos, a paz não é possível sem que os recursos energéticos das grandes potencias estejam acautelados.