Está aqui

Estudantes protestam por todo o país

Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de CristinaEstudantes do ensino básico e secundário estão a protestar um pouco por todo o país nesta 6ª feira, contra o Estatuto do aluno e o novo regime de faltas. O porta-voz do PS e provedor das empresas de trabalho temporário, Vitalino Canas, afirmou que "são desacatos que nos parecem muito orquestrados, muito instrumentalizados, talvez por alguns radicais e alguns professores". Veja fotos de manifestações de estudantes em Tavira e Portalegre.

Milhares de estudantes do ensino básico e secundário fizeram greve às aulas nesta Sexta feira e manifestaram-se pelas ruas de muitas cidades e vilas do país, contra o estatuto do aluno e o novo regime de faltas. As manifestações foram convocadas por SMS e por reuniões de estudantes, em muitos casos os alunos fecharam as escolas a cadeado.

Segundo a agência Lusa, os protestos de hoje terão sido convocados nos últimos dias através de uma SMS onde se pode ler: "Está na hora, está na hora, da ministra ir embora. Pessoal, bora nos juntar e fechar as escolas de todo o País. Greve nacional no dia 14 (temos 2 dias para organizar a maior greve de sempre) até que o regime de faltas seja alterado?? Já começou no Norte e agora vamos fazer com que se arraste por Portugal... Passa a mensagem. Todos juntos vamos conseguir".

Para o governo e o PS, trata-se de "instrumentalização de alunos" por "radicais e professores", assim se pronunciaram para além de Vitalino Canas, também os secretários de Estado da Educação Jorge Pedreira e Valter Lemos.

À Lusa, Mário Nogueira da Fenprof lamentou que o porta-voz do PS considere que os alunos estejam a ser instrumentalizados por "alguns radicais e alguns professores" e declarou: "É bom que não passem de insinuações do porta-voz do PS porque a difamação é crime".

João Dias da Silva, da Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE), afirmou à Lusa: "Acho que é incorrecto, é injusto e é ilegítimo estar a deixar no ar suspeições sobre a origem das manifestações que alguns alunos estão a realizar".

Ramiro Marques comenta assim as acções dos estudantes no seu blogue ProfAvaliação:

"Fartos de aulas de substituição onde não aprendem nada; fartos de serem tratados como imbecis; fartos de um Estatuto do Aluno que trata da mesma forma alunos absentistas e alunos que faltam por doença; fartos da arrogância do Governo. Os estudantes estão em luta e o Governo que se acautele. O movimento não vai parar. Existe um fosso intransponível entre a ministra da educação e os estudantes. Um fosso semelhante ao que ela cavou com os professores. MLR, VL e JP, cada vez que falam, ampliam o fosso. Portam-se como aqueles vírus de alta potência que destroem tudo em seu redor. São especialistas a criar anti-corpos e a destruir pontes. Não vão ter um bom fim".

Leia também o comunicado dos jovens do Bloco de Esquerda “Está na hora de ir para a rua" , onde se afirma: “O governo está ao ataque contra a escola pública. Por isso tem contra si professores, estudantes e pessoal auxiliar. Todos rejeitam o autoritarismo de Maria de Lurdes Rodrigues”.  

Fotos de manifestações dos estudantes:

Em Nisa

Manifestação de estudantes em Nisa

 Em Tavira

Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina   Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina

Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina   Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina

Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina   Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina

Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina   Manifestação de estudantes em Tavira - Foto de Cristina

Termos relacionados Sociedade